ESTIMA SOCIAL E LINGUAGENS DA SOLIDARIEDADE: pessoas com Síndrome de Down e a luta por reconhecimento

Palavras-chave: Solidariedade, Estima social, Luta por reconhecimento, Síndrome de Down

Resumo

A proposta do artigo é analisar manifestações de solidariedade online envolvendo pessoas com Síndrome de Down e seus familiares à luz da gramática desenvolvida por A. Honneth para o exame das condições morais da autorrealização, com ênfase na distribuição social da estima. O objetivo do trabalho é entender formas contemporâneas de solidariedade e, ao mesmo tempo, iluminar o que essas manifestações solidárias teriam a oferecer à compreensão de processos de luta por reconhecimento. Ao final, constata-se, nesses âmbitos de interação, que as expressões de solidariedade dependem diretamente das formas de apelo solidário por parte das pessoas envolvidas na luta por reconhecimento.

 

PALAVRAS-CHAVE: Solidariedade; Luta por Reconhecimento; Estima social;  Síndrome de Down.

 

 

ABSTRACT

The purpose of this article is to analyze manifestations of online solidarity involving people with Down Syndrome and their relatives in light of the grammar developed by A. Honneth for the examination of the moral conditions of self-realization, with emphasis on the social distribution of esteem. The goal is to understand contemporary forms of solidarity and, at the same time, to illuminate what these expressions of solidarity would offer to the understanding of processes of struggle for recognition. At the end, it is evident in these interactions that the expressions of solidarity depend directly on the forms of solidarity appeal by the people involved in the struggle for recognition.

 

KEYWORDS: Solidarity; Struggle for Recognition; Social esteem; Down Syndrome.

 

 

RESUMEN

La propuesta del artículo es analizar manifestaciones de solidaridad online que involucran a personas con Síndrome de Down y sus familiares a la luz de la gramática desarrollada por A. Honneth para el examen de las condiciones morales de la autorrealización, con énfasis en la distribución social de la estima. El objetivo del trabajo es entender formas contemporáneas de solidaridad y, al mismo tiempo, iluminar lo que esas manifestaciones solidarias tendrían que ofrecer a la comprensión de procesos de lucha por reconocimiento. Al final, se constata, en esos ámbitos de interacción, que las expresiones de solidaridad dependen directamente de las formas de llamamiento solidario por parte de las personas involucradas en la lucha por reconocimiento.

 

PALABRAS CLAVE: Solidaridad; Lucha por Reconocimiento; Estima social; Síndrome de Down.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Rodrigues Lage, Universidade da Amazônia

Leandro Lage é doutor em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e professor do Programa de Pós-graduação em Comunicação, Linguagens e Cultura da Universidade da Amazônia (PPGCLC-Unama). E-mail: leandrorlage@gmail.com

Tainá Cavalcante, Universidade da Amazônia

Jornalista, mestranda do Programa de Pós-graduação em Comunicação, Linguagens e Cultura da Universidade da Amazônia (PPGCLC-Unama), graduada em Comunicação Social pela Universidade da Amazônia (Unama) e integrante do Grupo de Pesquisa Comunicação, Estética e Política (Cepolis).  E-mail: taicavalcantee@gmail.com. 

Referências

ARENDT, H. Sobre a revolução. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

BIONDI, A. Solidariedade em redes: limites de uma prática, possibilidades de uma ação. Revista Mídia e Cotidiano, Rio de Janeiro, RJ, v. 5, n. 5, 2014. Disponível em: <http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br/ojs/index.php/Midecot/article/download/127/109>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

BITTLES, A. H.; GLASSON, E. J. Clinical, social, and ethical implications of changing life expectancy in Down syndrome. Developmental Medicine & Child Neurology, v. 46, n. 4, p. 282-286, 2004. Disponível em: < https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15077706>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

BOLTANSKI, L. La souffrance à distance: morale humanitaire, médias et politique. Paris: Editions Métailié, 1993.

CHOULIARAKI, L. ‘Improper distance’: Towards a critical account of solidarity as irony. International jornal of cultural studies, London, v. 14, n. 4, p. 363-381, Nov. 2011. Disponível em: <http://journals.sagepub.com/doi/10.1177/1367877911403247>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

HONNETH, A. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo: Editora 34, 2003.

MAIA, R. C. M. Recognition and the Media. New York: Palgrave Macmillan, 2014.

MAIA, R. C. M. Redes cívicas e internet: efeitos democráticos do associativismo. Revista Logos, Rio de Janeiro, RJ, n. 27, p. 43-62, 2007. Disponível em: < http://desafios2.ipea.gov.br/participacao/images/pdfs/democraciadigital/maia2008.pdf>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

MENDONÇA, R. F. Democracia e desigualdade: as contribuições da teoria do reconhecimento. Revista Brasileira de Ciência Política, v. 9, p. 119, 2012. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-33522012000300005&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

MENDONÇA, R. F. Recognition and social esteem: a case study of the struggles of people affected by leprosy. Political Studies, v. 59, n. 4, p. 940-958, 2011. Disponível em: < https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1467-9248.2010.00869.x>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

PENSKY, M. Social Solidarity and Intersubjective Recognition: On Axel Honneth's Struggle for Recognition. In: PATHERBRIDGE, D (Org.). Axel Honneth: Critical Essays With a reply by Axel Honneth, p. 125-154, 2011.

RORTY, R. Contingência, ironia e solidariedade. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

SANTAROSA, L. M. C. Inclusão digital: espaço possível para pessoas com necessidades educativas especiais. Revista Educação Especial, Santa Maria, RS, n. 20, p. 13-30, 2002. Disponível em: < https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/5065>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

SARMENTO, R. Feminismo, reconhecimento e mulheres trans*: expressões online de tensões. Pensamento Plural, n. 17, p. 129-150, 2016. Disponível em: <https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/pensamentoplural/article/view/6113>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

SEGLOW, J. Rights, Contribution, Achievement and the World Some thoughts on Honneth's Recognitive ideal. European journal of political theory, v. 8, n. 1, p. 61-75, 2009. Disponível em: <http://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/1474885108096960>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

WILDE, L. The concept of solidarity: Emerging from the theoretical shadows?. The British Journal of Politics and International Relations, v. 9, n. 1, p. 171-181, 2007. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1467-856X.2007.00275.x>. Acesso em: <07 jul. 2017>.

Publicado
2018-10-08
Como Citar
LAGE, L.; CAVALCANTE, T. ESTIMA SOCIAL E LINGUAGENS DA SOLIDARIEDADE: pessoas com Síndrome de Down e a luta por reconhecimento. Revista Observatório, v. 4, n. 6, p. 506-543, 8 out. 2018.
Seção
Dossiê Temático II / Thematic dossier II / Dossier temático II