O USO DAS FONTES NAS NOTÍCIAS SOBRE O PROCESSO DE IMPEACHMENT: uma análise da cobertura realizada pelos jornais Folha de S. Paulo e a Tarde (BA)

Palavras-chave: impeachment, Fontes, Jornalismo, Política

Resumo

A pesquisa tem como objetivo analisar o uso das fontes pelos jornais Folha de S. Paulo e A Tarde durante a cobertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff considerando sete dias anteriores a três momentos relevantes de julgamento no Congresso Nacional. Como metodologia, foi adaptada a verificação de alinhamento, protagonistas e antagonistas, bem como a diversidade de pontos de vista, a partir do método Valor Agregado Periodístico (VAP). O uso das fontes pelos jornais pode ser caracterizado como deficiente, centrado exclusivamente no “poder” e muito dependente de afirmações de fontes oficiais e ocultas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ebida Rosa dos Santos, Universidade de Brasília

Doutoranda em Comunicação pela Universidade de Brasília (UnB). Mestra em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (POSJOR UFSC). Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Federal de Santa Maria.  E-mail: ebidasantos@gmail.com

Liziane Soares Guazina, Universidade de Brasília

Doutora em Comunicação pela Universidade de Brasília (2011). Coordenadora do Núcleo de Estudos sobre Mídia e Política (NEMP/UnB), líder do Grupo de Pesquisa Cultura, Mídia e Política. Membro da Rede Nacional de Observatórios da Imprensa (RENOI), da Asociación Latino Americana de Investigadores de la Comunicación (ALAIC), da International Association for Media and Communication Research (IAMCR) e da Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política (Compolítica). Vice-Diretora da Faculdade de Comunicação, professora de graduação e pós-graduação, ex-coordenadora da linha de pesquisa Jornalismo e Sociedade do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da FAC/UnB (2014-2015); ex-coordenadora de Extensão da Faculdade de Comunicação da UnB, ex-coordenadora da Comissão FAC 50 anos, atualmente é membro do Conselho Universitário (CONSUNI) e da Comissão de Internacionalização da Faculdade de Comunicação. Foi membro do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CEPE/UnB e gestora do Termo de Cooperação EBC-UnB (2013-2015). É também vice-coordenadora do GT Comunicação e Política da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação - Compós. Tem experiência em pesquisa nas áreas de mídia e política, jornalismo político, telejornalismo político e Comunicação Pública. Também atuou profissionalmente em Assessoria de Comunicação, Assessoria de Imprensa, Gerenciamento de clipping, Análise de Mídia, e Elaboração, Planejamento e Coordenação de Projetos Integrados de Comunicação. Escritora de contos e crônicas, mantém os blogs www.projetobrasiliensis.com e www.brasiliensisinitaliano.blogspot.com. Também colabora com a Revista Encontro Brasília. E-mail: liziane.g@uol.com.br.

Referências

AMARAL, Márcia Franz. Fontes testemunhais, autorizadas e experts na construção jornalística das catástrofes. Líbero, n. 36, p. 43-54, 2016.

COOK, Timothy E. O jornalismo político. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 6, 2011, p. 203-247.

KOVACH, Bill; ROSENSTIEL, Tom. Os elementos do jornalismo. O que os jornalistas devem saber e o público exigir. São Paulo: Geração Editorial, 2003.

MCQUAIL, Denis. Atuação da mídia: comunicação de massa e interesse público. Porto Alegre: Penso, 2012.

MORETZSOHN, Sylvia. Pensando contra os fatos. Jornalismo e cotidiano: do senso comum ao senso crítico. Rio de Janeiro: Revan, 2007.

PELLEGRINI, Silvia et al. Valor Agregado Periodístico: la apuesta por la calidad de las noticias. Santiago, Chile: Ediciones Universidad Católica, 2011.

PELLEGRINI, Silvia; MUJICA, María Constanza. Valor Agregado Periodístico (VAP): la calidad periodística como factor productivo en un entorno medial complejo. Palabra Clave, v. 9, n. 1, p. 1, 2006.

PINTO, Manuel. Fontes jornalísticas: contributos para o mapeamento do campo. Comunicação e Sociedade 2, Cadernos do Noroeste, Série Comunicação, Vol. 14 (1-2), 2000, p. 277-294.

SALGADO, Susana. As Presidenciais de 2006: reflexões sobre a interpretação da política nos jornais. Estudos em Comunicação nº 1, 2007, p. 232-249.

SCHMITZ, Aldo Antonio. Fontes de Notícias – Ações e estratégias das fontes no jornalismo. Florianópolis: Combook, 2011.

SOUSA, Jorge Pedro. A utilização de fontes anónimas no noticiário político dos diários portugueses de referência: um estudo exploratório. XXV Congresso Brasileiro de Comunicação. Salvador. 2002. Disponível em: <http://www.bocc.ubi.pt/pag/sousa-jorge-pedro-utilizacao-fontes-anonimas.pdf>. Acesso em: 15 set. 2016.

Publicado
2017-10-01
Como Citar
SANTOS, E.; GUAZINA, L. O USO DAS FONTES NAS NOTÍCIAS SOBRE O PROCESSO DE IMPEACHMENT: uma análise da cobertura realizada pelos jornais Folha de S. Paulo e a Tarde (BA). Revista Observatório, v. 3, n. 6, p. 612-635, 1 out. 2017.