A ECONOMIA DA ATENÇÃO DO ESCÂNDALO POLÍTICO

Resumo

Neste ensaio procuramos delinear alguns aspectos que evidenciam a configuração do escândalo político nas sociedades mediatizadas. Iremos prestar especial atenção à exploração do escândalo enquanto artefacto mediático, sublinhando a diluição das fronteiras tradicionais entre o público e o privado e também a proliferação de produtos informativos de tipo hedónico que suscitam a subjectividade, a aisthesis, o desejo e a atenção do espectador-consumidor de produtos informativos.


 


PALAVRAS-CHAVE: Escândalo; público-privado; economia da atenção; cultura mediática; subjectividade informativa.


 


 


ABSTRACT


In this essay we seek to outline some aspects evidencing the configuration of political scandal in mediated societies. We will pay special attention to the exploitation of the scandal as media artefact, underscoring the blurring of traditional boundaries between public and private, but also the proliferation of hedonic type of information products that raise the subjectivity, aisthesis, desire and attention of the viewer-consumer.


                             


KEYWORDS: Political scandal; public and  private; economy of attention; media culture; informative subjectivity


 


 


RESUMEN


En este ensayo tratamos de esbozar algunos aspectos que ponen de relieve la configuración del escándalo político en las sociedades mediadas. Prestaremos especial atención a la explotación del escándalo como artefacto mediático, subrayando la difuminación de las fronteras tradicionales entre lo público y lo privado, y también la proliferación de productos informativos de tipo hedónico que elevan la subjetividad, la aiesthesis, el deseo y la atención del espectador-consumidor.


 


PALABRAS-CLAVE: Escándalo político; público y privado; economia de la atención; cultura mediática; subjectividad informativa.


 

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Hélder Prior é Doutor em Ciências da Comunicação (2013) pela Faculdade de Artes e Letras da Universidade da Beira Interior, Portugal, com a classificação de Excelente por unanimidade e menção de "Doutor Europeu". Realizou estágio pós-doutoral na Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília com bolsa do Plano Nacional de Pós-Doutorado (PNPD-CAPES/2013), entre Maio de 2014 e Dezembro de 2015, integrado na linha de Jornalismo e Sociedade. É investigador integrado no Laboratório de Comunicação e Conteúdos On-line (LabCom) da Universidade da Beira Interior e investigador colaborador no Observatorio Iberoamericano de la Comunicación da Universidade Autónoma de Barcelona, onde realizou períodos de investigação de Doutoramento entre 2008 e 2012. É vogal executivo da Junta Directiva da Asociación Latinoamericana de Investigadores en Campañas Electorales (ALICE) e membro do editorial board das revistas: "Rhêtorikê" (LabCom - UBI), "Más Poder Local" (Fundación Ortega y Gasset - Madrid") e Estudos em Comunicação (LabCom). É autor do livro "Esfera Pública e Escândalo Político" (2016), editado pela Media XXI e co-organizador, com Liziane Guazina e Bruno Araújo, da obra "Diálogos Lusófonos em Comunicação e Política" (2016), editada pelos Livros LabCom. Nasceu na Covilhã, Portugal, a 16 de Fevereiro de 1985. Actualmente, é investigador de pós-doutoramento na Fundação para a Ciência e a Tecnologia. 

Referências

AA.VV. The Portuguese Living Webster Encyclopedic Dictionary of The English Language, Lisboa: Bertrand, s.d.

AA.VV. Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, Primeiro Volume, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, Verbo, 2001.

AA.VV. (1993). Novo Testamento, Lisboa: Difusora Bíblica, 1993.

Arendt, H. A Condição Humana, Lisboa, Relógio D’Água Editores, 2001.

Aristóteles, Retórica, Lisboa, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2005.

Aristóteles, Poética, Lisboa, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1992.
Azevedo, F. “Corrupção, Mídia e Escândalos Midiáticos no Brasil”, Revista Em Debate, Belo Horizonte, v. 2, nº 3. Pp. 14-19, mar. 2010.

Baudrillard, J. A Sociedade de Consumo, Lisboa, Edições 70, 1995.

Dampierre, E. “Thèmes pour l´étude du scandale”, in Annales, Économies, Sociétés, Civilisations, 9e année, Nº3.

Debord, G. La Société du Spectacle, Paris, Gallimard, 1992.

Giddens, A. Modernidad e identidad del yo, El yo y la Sociedad en la Época Contemporánea, Barcelona, Ediciones Península, 1995.

Gomes, W. Transformações da política na era da comunicação de massa, São Paulo, Paulus, 2011.

Gomes, W. Jornalismo, Fatos e Interesses, Ensaios de Teoria do Jornalismo, Volume I, Florianópolis, Editora Insular, 2009.

Innerarity, D. A Sociedade Invisível, Como observar e interpretar as transformações do mundo actual, Lisboa, Teorema, 2009.

Lipovetsky, G. A Era do Vazio; Ensaio sobre o individualismo contemporâneo, Lisboa, Relógio D’Água Editores, 1989.

Lipovetsky, G. A Felicidade Paradoxal; Ensaio sobre a Sociedade do Hiperconsumo, Lisboa, Edições 70, 2010.

Lowi, T. “Power and Corruption, Political Competition and the Scandal Market”, in Apostolidis, P. Williams, J. (org), Public Affairs, Politics in the Age of Sex Scandals, London, Duke University Press, 2004.

Markovits, A., Silverstein, M. The Politics of Scandal: Power and Process in Liberal Democracies, New York, Holmes Meier Publishers, 1988.

Prior, H. Esfera Pública e Escândalo: o secreto no âmbito público, Tese de Doutoramento, Covilhã, Universidade da Beira Interior, 2013.

Protess, D. The Journalism of outrage: Investigative Reporting and Agenda Building, New York, The Guilford Press, 1991.

Stanyer, J. Intimate Politics, Cambridge, Polity Press, 2013.

Sabato, L., Stencel, M., Lichter, S., “The Scene of the Crime”, in Peepshow, Media and Politics in an Age of Sex Scandal, Lanham: Rowman Littlefield Publishers, 2000.

Sennett, R. Les tyrannies de l’intimité, Paris, Éditions du Seuil, 1974.

Schudson, M. Watergate in American Memory: How we remember, forget and reconstruct the past, New York, BasicBooks, 1993.

Thompson, J. Political Scandal, power and visibility in the media age, Cambridge, Polity Press, 2000.

Thompson, J. Media and Modernity, A Social Theory of the Media, Cambridge, Polity Press, 1995.

Weinberg, A., Weinberg, L., The Muckrakers, Illinois, University of Illinois Press, 2001.
Publicado
2017-10-01
Como Citar
PRIOR, Helder. A ECONOMIA DA ATENÇÃO DO ESCÂNDALO POLÍTICO. Revista Observatório, [S.l.], v. 3, n. 6, p. 586-611, out. 2017. ISSN 2447-4266. Disponível em: <https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/3310>. Acesso em: 22 nov. 2017. doi: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n6p586.