PUBLICIDADE, ENUNCIAÇÃO E REALIDADE AUMENTADA: desdobramentos da categoria de pessoa na era digital

Palavras-chave: Publicidade, Semiótica, Comunicação, Cibercultura, Realidade aumentada

Resumo

Neste artigo, visamos refletir sobre uma ação publicitária que se utilizou da tecnologia de realidade aumentada, desenvolvida para a marca Linx, em março de 2011. Mobilizamos fundamentos da Semiótica Discursiva, especificamente sobre a questão da enunciação e a instalação da categoria de pessoa, articulando-os com conceitos afeitos à Comunicação Social, em especial a perspectivas utilizadas para compreensão dos fenômenos da cibercultura. Pretendemos, assim, identificar peculiaridades nas interações mediadas por dispositivos de realidade aumentada, considerando esse tipo de atividade comunicativa como aspecto absolutamente novo para os estudos do discurso publicitário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro Tôrres de Azevedo, FACHA - Faculdades Integradas Hélio Alonso

Publicitário, pesquisador, professor no Ensino Superior desde 1999; doutor em Estudos de Linguagem pela UFF; mestre em Comunicação e Cultura pela UFRJ; graduado em Comunicação Social - habilitação em Publicidade e Propaganda pela UFF; vice-líder do ReC - Grupo de Pesquisa em Retórica do Consumo - UFF/CNPq; membro do SeDi - Grupo de Pesquisa em Semiótica e Discurso - UFF/CNPq; trabalha academicamente com objetos da Comunicação Social e da Publicidade e Propaganda, tendo ministrado disciplinas dessas áreas em nível de graduação e pós-graduação (latu sensu), nas seguintes instituições: FACHA, UVA, UNESA, ESPM e Instituto Infnet. Professor na FACHA - Faculdades Integradas Hélio Alonso. E-mail: sandrotorres.com@gmail.com.

Referências

AZEVEDO, Sandro Torres de. Corpo, cidade e novas tecnologias: aspectos do poder no contexto da mobilidade contemporânea. In: FACCIN, Milton; NOGUEIRA, Maria Alice; VAZ, Élida. Narrativas da cidade: perspectivas multidisciplinares sobre a urbe contemporânea. Rio de Janeiro: E-papers, 2013.

FIORIN, José Luiz. As astúcias da enunciação: as projeções de pessoa, tempo e espaço no discurso. São Paulo: Ática, 2001.

FONTANILLE, Jacques. Significação e visualidade: exercícios práticos. Porto

Alegre: Sulinas, 2005.

GREIMAS, Algirdas Julien. Da imperfeição. São Paulo: Hacker, 2002.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro:

DP&A Editora, 2005.

JOHNSON, Steven. A cultura da interface: como o computador transforma

nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

LANDOWSKI, Eric. Interacciones arriesgadas. Lima: Fondo Editorial, 2009.

. Modos de presença do visível. In: OLIVEIRA, Ana Claudia de (org.).

Semiótica plástica. São Paulo: Hacker, 2004.

LEMOS, André. Anjos interativos e retribalização do mundo: sobre interatividade

e interfaces digitais. In: Tendências XXI, APDC - Lisboa, n° 02, 1997. Disponível

em: http://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/lemos/interativo.pdf. Acesso em:

abr 2015.

. Cibercultura: alguns pontos para compreender a nossa época. In:

LEMOS, André; CUNHA, Paulo (Orgs.). Olhares sobre a Cibercultura. Rio de

Janeiro: Ed. E-papers, 2003.

. LEMOS, André. Cibercultura e mobilidade: a era da conexão. In: LE-

ÃO, Lucia (org.). Derivas: cartografias do ciberespaço. São Paulo: Annablu-

me/Senac, 2004.

OLIVEIRA, Ana Cláudia de. Interação nas mídias. In: PRIMO, Alex; OLIVEIRA, Ana

Cláudia; NASCIMENTO, Geralodo Carlos; RONSINI, Veneza Mayora (Orgs.). Co-

municação e interações: livro da Compôs 2008. Porto Alegre: Sulina, 2008.

TURKLE, Sherry. A vida no ecrã: a identidade na era da Internet. Lisboa: Relógio

D'água, 1997.

Publicado
2016-12-25
Como Citar
AZEVEDO, S. T. DE. PUBLICIDADE, ENUNCIAÇÃO E REALIDADE AUMENTADA: desdobramentos da categoria de pessoa na era digital. Revista Observatório, v. 2, n. 5, p. 248-270, 25 dez. 2016.