Educação inclusiva e história oral: narrativas de professores sobre a deficiência na infância

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2016v2n1p161

Palavras-chave:

Educação inclusiva, deficiência, história oral, identidade, narrativa

Resumo

Este artigo apresentará uma discussão sobre a educação inclusiva e noções de deficiência. As reflexões são resultado de um estudo que produziu quatro narrativas (registradas por meio da história oral) em que se revelaram concepções sobre a deficiência elaboradas por professores que convivem com crianças com deficiência. Os objetivos do texto são, portanto, apresentar um repertório teórico que dá base para as leituras feitas das entrevistas; refletir sobre como se produziu os registros por meio da história oral; e apontar reflexões iniciais sobre o que aparece em comum nessas narrativas dos professores. A análise inicial que apresentamos aqui se norteia pelas contribuições da linha de estudos teóricos chamados disability studies e pela leitura das narrativas. Tal diálogo permitiu compreender como se dá a construção de sentidos e de significados relacionados à criança com deficiência para esses sujeitos. O estudo preocupa-se com tais concepções, pois acredita que podem influenciar nos contextos de formação, no seu desenvolvimento humano e processos identitários.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suzana Lopes Salgado Ribeiro, UNITAU - Universidade de Taubaté

Doutora em História Social pela USP. Professora da UNITAU. Pesquisadora de grupos de pesquisa como NEHO-USP, GENN-USP, CESIMA-PUC/SP e Educação: formação profissional, diversidade e metodologias-UNITAU.

Gisele Karina Leal, UNITAU - Universidade de Taubaté.

Psicanálista e Mestranda em Desenvolvimento Humano/UNITAU. Professora no curso de Psicopedagogia no Centro Salesiano, Lorena.

Referências

BARNES, Colin; BARTON, Len; OLIVER, Mike (eds). Disability studies today. Cambridge: Polity Press, 2002.

BARTON, Len (ed.). Discapacidad & sociedad. Madrid: Morata, 1998.

BRASIL. Lei 8.213, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Brasília: Diário Oficial da União (DOU), 1991.

BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC/SEESP, 2008.

______. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Brasília: Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência (Corde), 2007.

DINIZ, Débora. O que é deficiência? São Paulo: Brasiliense. 2012.

FREITAS, Marcos César. O aluno incluído na educação básica. São Paulo: Cortez, 2013.

GADELHA, Crismeire.; CRESPO, Ana Maria M.; e RIBEIRO, Suzana L. S. Memórias da Luta: Protagonistas do AIPD. In: Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência; Memorial da Inclusão. (Org.). 30 Anos do AIPD. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011, p. 19-85.

GOFFMAN, Erving. Identidade Notas Sobre a Manipulação da Identidade Deteriorada. São Paulo: Guanabara, 1988.

HALL, Stuart. Identidade e diferença a Perspectiva dos Estudos Culturais. São Paulo: Vozes, 1988.

LANA, A. B. História oral: muitas dúvidas, poucas certezas e uma proposta. São Paulo: Xamã. 2010. pp. 33-47.

LIMA, E. A de; RIBEIRO, A. E. M.; VALIENGO, A. Criança, infância e teoria histórico-cultural: convite à reflexa. Rev.Teor.Prátic.Educ., v. 15, n. 1, p. 67-77, jan./abr. 2012.

MEIHY, José Carlos S. B. Manual de história oral. 4 e 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2002 e 2005.

MEIHY, José Carlos S. B. e RIBEIRO, Suzana L. S. Guia Prático de história oral. São Paulo: Contexto, 2011.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Censo Escolar. 2006. Disponível em: < http://portal.inep.gov.br/basica-censo-escolar-sinopse-sinopse >. Acesso em: 20 de agosto de 2015.

OLIVEIRA, M. Una sociología de la discapacidad o una sociología discapacitada? In: BARTON, L. (Org.). Discapacidad y Sociedad. Espanha: Moratas, 1998, p. 34-59.

OLIVEIRA, R. P. O direito á educação. In: Gestão, financiamento e direito á educação: análise da LDB e da Constituição Federal. São Paulo: Xamã, 2001.

RIBEIRO, J. C. C. Significações na escola inclusiva: um estudo sobre as concepções e práticas de professores envolvidos com a inclusão escolar. 187f. Tese [Doutorado]: Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília, Brasília, 2006.

RIBEIRO, S. L. S. Tramas e Traumas: identidades em marcha. 189f. Tese [Doutorado]: DH/FFLCH/ Universidade de São Paulo, 2007.

SMOLKA, A. L. B. Condições de desenvolvimento humano e de realização do trabalho na escola: relações de ensino e coletivo de trabalho. Tese [Livre Docência]: Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação. 2012.

THOMPSON, Paul. A voz do passado. São Paulo: Paz e Terra, 1992.

UNESCO/Ministry of Education and Science (1994) Final Report on the World Conference on Special Needs Education: Access and Quality. Salamanca, Spain, 7-10 June, 1994.

Publicado

2016-05-01

Como Citar

RIBEIRO, S. L. S.; LEAL, G. K. Educação inclusiva e história oral: narrativas de professores sobre a deficiência na infância. Revista Observatório , [S. l.], v. 2, n. 1, p. 161–177, 2016. DOI: 10.20873/uft.2447-4266.2016v2n1p161. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/1812. Acesso em: 24 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático / Thematic dossier / Dossier temático