A PROPÓSITO DA EXISTÊNCIA: LEWIS GORDON SOBRE A SUBJETIVIDADE HUMANA, AFILIAÇÃO INTERSUBJETIVA E A RELACIONALIDADE DO CONHECIMENTO

  • Li Beilei Zheijang Normal University

Resumo

Em suas investigações sobre a existência do ser humano e da existência africana, Lewis R. Gordon dedica muita atenção à subjetividade humana, à afiliação intersubjetiva e à relacionalidade do conhecimento. As três questões cruciais acima envolvem problemas filosóficos e culturais tão importantes quanto a relação entre a existência-no-mundo dos seres humanos, a cognição como sujeito e sua afiliação intersubjetiva, revelando os laços entre a existência humana e a relacionalidade do conhecimento. Com base na situação africana de existência, Gordon integra a filosofia Africana e sua interpretação da filosofia chinesa em sua reflexão sobre as duas questões cruciais. Ele listou os pensadores chineses Lu Xun, Wang Yangming, Shion Xiong, Wang Ji, etc. como existencialistas no mundo. Sua filosofia de existência incorpora uma visão inter-racial e transcultural, inspirando-nos a entender melhor a conexão e a ressonância da filosofia Africana e da filosofia chinesa na iluminação da existência da humanidade, incluindo o espírito da crítica cultural que “busca verdade e crítica”. pensamento”, a metodologia dialética da cognição e a ênfase nas relações dos indivíduos com outros indivíduos e com o mundo em que vivem. Concentrando-se no pensamento de Gordon sobre a subjetividade humana, a afiliação intersubjetiva e a relacionalidade do conhecimento, este artigo apresenta uma exploração das conotações da filosofia de existência Africana de Gordon e seus significados para a compreensão humana.

Palavras-chave: existência; Lewis R. Gordon; subjetividade; afiliação intersubjetiva; a relacionalidade do conhecimento.

Publicado
2018-07-18