Metodologías participativas para la producción de conocimiento sobre riesgos psicosociales en el trabajo

Resumo

O conhecimento se constitui em uma ferramenta fundamental para que os trabalhadores possam negociar suas condições de trabalho com seus empregadores. Permite-lhes identificar problemas, examinar suas causas e propor soluções de forma autônoma. Essa articulação entre participação e conhecimento é fundamental no cenário atual, em que os chamados Riscos Psicossociais no Trabalho emergem com força. Na Argentina, esses riscos permanecem invisibilizados, são pouco reconhecidos pelos empregadores e não estão contemplados pelas leis trabalhistas. Este artigo tem como objetivo analisar as possibilidades de participação dos trabalhadores na produção de conhecimento sobre Riscos Psicossociais no Trabalho e participar ativamente nas ações de prevenção e monitoramento desses riscos nas empresas e organizações.

Biografia do Autor

María Laura Henry, Universidad Nacional de La Plata

Doctora en Ciencias Sociales, Magister en Ciencias Sociales del Trabajo y Licenciada en Sociología. Becaria Postdoctoral del Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET). Profesora de Sociología, Universidad Nacional de La Plata.

Publicado
2019-02-08
Seção
Artigos Teóricos e Empíricos