ESTOQUE DE CARBONO NO SOLO SOB DIFERENTES CONDIÇÕES DE CERRADO

  • Mateus Rodrigues Brito Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Flavia Lucila Tonani de Siqueira
  • Illys Janes Alves de sousa
  • Rosinete Nogueira de Sousa

Resumo

O contínuo aumento de gases carbônicos na atmosfera, principalmente o CO2 e o CO, tem levado a discussões sobre medidas que reduzam a emissão destes gases e os impactos no meio ambiente. Dentre as ações que contribuem para a redução de CO2 na atmosfera podem se destacar: a conservação de estoques de carbono nos solos, a implantação de florestas e sistemas agroflorestais e a recuperação de áreas degradadas. Assim, este trabalho tem o objetivo avaliar o estoque de carbono em solos de cerrado sob pastagens. Foram estudados solos de três áreas: área com Batata doce (BD), Pastagem em Degradação (PD), Horta Agroecológica (HA). As características avaliadas foram: teor de matéria orgânica, densidade do solo, estoque de carbono e crédito de carbono. De acordo com os resultados obtidos neste estudo concluiu-se que em solos de cerrado ocupados com sistemas de pastagem degrada e horta agroecológica proporcionaram melhores condições de umidade, matéria orgânica e consequentemente estoque e crédito de carbono. Porém, é importante salientar que os solos de PD apresentaram maior estoque de carbono, pois as raízes da forrageiras se encontravam mais superficiais devido ao processo de degradação, não sendo esta a condição ideal para maior vida útil da pastagem.

Referências

ASSAD, E. D.; PINTO, H. S.; MARTINS, S. C.; GROPPO, J. D.; SALGADO, P. R.; EVANGELISTA, B.; VASCONCELLOS, E.; SANO, E. E.; PAVÃO, E.; LUNA, R.; CAMARGO, P. B.; MARTINELLI, L. A. Changes in soil carbon stocks in Brazil due to land use: paired site comparisons and a regional pasture soil survey. Biogeosciences, v. 10, p. 6141-6160, 2013

CERRI, C.C. & CERRI, C.E.P. Agricultura e aquecimento global. B. Inf. SBCS, 23:40-44, 2007.
COSTA, O. V.; CANTARUTTI, R. B. ; FONTES, L. E. F.; COSTA, L. M.; NACIF, P. G. S.;FARIA, J. C. Estoque de carbono do solo sob pastagem em área de tabuleiro costeiro no sul da Bahia. 2009. Disponível em:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832009000500007. Acesso em: julho, 2017.
DAL, S.F e KUBO, R.R. Agricultura e Sustentabilidade. Revista EAD. Porto Alegre: Editora da UFRGS, p. 21-22, 2009. EMPRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2007) Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 2ª ed. Rio de Janeiro, Centro Nacional de Pesquisa em Solos. 412p.
EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solo. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Rio de Janeiro: Embrapa Solos,1997. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Wenceslau_Teixeira/publication/267038200_Manual_de_Metodos_de_Analise_de_Solo_2a_Edicao/. Acesso em: maio,2018.
FREIXO, A.A.; MACHADO, P.L.O.A.; GUIMARÃES, C.M.; SILVA, C.A.; FADIGAS, F.S. Estoque de carbono e nitrogênio e distribuição de frações orgânicas de Latossolo do Cerrado sob diferentes sistemas de cultivo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 26:425-434, 2002.
JIMÉNEZ, E. I. e GARCIA, V. P. Determination of maturity indices for city refuse composts. Agriculture, Ecosystems and Environment, Amsterdam, v. 38, n. 4, p. 331-343, Mar. 1992.
LAL, R., KIMBLE; J. M., OLLETT, R.; COLE, C. V. The potential of U.S. cropland to sequestre carbon and mitigate the greenhouse effect. Sleeping Bear Press, 1998. MAGRIL, R. A. F. e BAIÃO, T. C. Restauração de APPs degradadas e a viabilização do sequestro de carbono: estudo de uma bacia hidrográfica urbana no município de Passos – MG. 2015. Disponível em:https://revistas.unicentro.br/index.php/ambiencia/article/view/4347/3020. Acesso em: abril, 2018.
MELLO, F. A. F; SILVEIRA, R. I.; ARZOLLA, S.; HELLMEISTER, S. R. EFEITOS DA MATÉRIA ORGÂNICA SOBRE A CAPACIDADE DE RETENÇÃO DE UMIDADE DE QUATRO SOLO S DO MUNICÍPIO DE PIRACICABA. 1978. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/aesalq/v35/04.pdf. Acesso em: junho, 2017.
ROSA, R.; SANO, E. E. ESTOQUE DE CARBONO EM SOLOS SOB PASTAGENS CULTIVADAS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARANAÍBA. 2014. Disponível: http://www.redalyc.org/html/3213/321331809011/. Acesso: maio, 2018.
SIX, J.; FELLER, C.; DENEF, K.; OGLE, S.M.; MORAES, J.C. & ALBRECHT, A. Soil organic matter, biota and aggregation in temperate and tropical soils - Effects of no-tillage. Agronomie, 22:755-775, 2002.
SCHLICHTING, E.; BLUME, H.-P.; STAHR, K. Bodenkundliches Praktikum: Eine Einführung in pedologisches Arbeiten. 2.ed. Blackwell: Berlin, p.36 1995.
SOUSA, E. J.; CARVALHO, I. D.; SOUSA, M. A. S. Sequestro de carbono em áreas de pastagens e Cerrado stricto sensu. 2012. Disponível em: http://www.unirv.edu.br/conteudos. Acesso em: junho 2017.
ROSSET, J. S.; SCHIAVO, J. A.; ATANÁZIO, R. A. R. Atributos químicos, estoques de carbono orgânico total e das frações humificadas da matéria orgânica do solo em diferentes sistemas de manejo de cana-de-acúcar. Semina: Ciências Agrárias, v. 35, n. 5, p. 2351-2366, 2014.

QUEIZOS, L. R,; NETO, M. M.; ALVARENGA, R. C.; MENDES, F. F.; SIMÃO, E. P.;WILDA, LUANA, R. M. W. Estoque de Carbono e Densidade de Solo sob Cultivo com Diferentes Culturas Agrícolas, em Sete Lagoas, MG. 2012. Disponível em: http://www.abms.org.br/29cn_milho/06666.pdf. Acesso em: junho, 2017.



AMOROZO, M.C.M. e GÉLY, A.L. Uso de plantas medicinais por caboclos do Baixo Amazonas. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi., Ser. Bot. v.4, n.1, p.47-131, 1988.

AMOROZO, M.C.M. Uso e diversidade de plantas medicinais em Santo Antônio do Leverger, MT, Brasil. Acta Bot. Bras. v.16, n.2, p.189-203, 2002.

ALVES, L.F. Produção de Fitoterápicos no Brasil: História, Problemas e Perspectivas. Revista Virtual de Química. v. 5, n. 3, p. 450-513, 2013.

CORDEIRO, J.M.P.; FÉLIX, L.P. Conhecimento botânico medicinal sobre espécies vegetais nativas da caatinga e plantas espontâneas no agreste da Paraíba, Brasil. Rev. Bras. Pl. Med. v.16, n.3, p.685-692, 2014.
FRANÇA, I.S.X.; SOUZA, J.A.; BAPTISTA, R.S.; BRITTO, V.R.S. Medicina popular: benefícios e malefícios das plantas medicinais. Rev. Bras. Enferm. v.61, n.2, p.201-8, 2008.
TURNER, F.J. WERHOOGEN, J. Igneous and Metamorphic Petrology. 20ª ed., McGraw-Hill, 694 p., 1960.
Não substituir o nome de autores por et al na referência.
Publicado
2018-10-31
Como Citar
Brito, M. R., Tonani de Siqueira, F. L., de sousa, I. J. A., & de Sousa, R. N. (2018). ESTOQUE DE CARBONO NO SOLO SOB DIFERENTES CONDIÇÕES DE CERRADO. DESAFIOS - Revista Interdisciplinar Da Universidade Federal Do Tocantins, 5(Especial), 114-124. https://doi.org/10.20873/uft.2359-3652.2018vol5nEspecialp114