Influência da velocidade da agitação sobre a dispersão de argila e eficiência de concentrações de sódio como dispersante químico

  • Matheus Vinicius Abadia Ventura Faculdade Evangélica de Goianésia - FACEG
  • Patrícia Carolline dos Santos Chagas Instituto Federal Goiano - Câmpus Ceres
  • Lucas da Silva Alves Universidade Estadual de Goiás - UEG
  • Marcio Moacir Bessa UNESP - Universidade Estadual Paulista no Instituto de Politicas Publicas e Relações Internacionais do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe
Palavras-chave: agitador, granulometria, rpm

Resumo

A granulometria de um solo é um parâmetro muito importante para a caracterização e o entendimento da dinâmica física do solo, sendo umas das principais analises que determina as características do solo. Os Nitossolos Vermelho Eutrófico (NVE) são solos fortemente desenvolvidos, um solo agronomicamente importante e com grande risco de erosão. O objetivo deste trabalho foi testar a velocidade de agitação vertical mais adequada na determinação da dispersão da argila e a eficiência de diferentes concentrações de NaOH como dispersante químico na análise granulométrica. Foram coletadas amostras de NVE, colocadas para secar ao ar e peneiradas /destorroadas, pesadas 36 amostras de 25 g, foi utilizado esquema fatorial 4x3, sendo 4 concentrações de NaOH e 3 velocidades de agitação com 3 repetições. São 4 tratamentos, nas concentrações foram de 0,0; 0,5; 1,0 e 1,5 mol de NaOH, sendo as velocidades 9000, 12000 e 18000 rpm. Os resultados indicaram que na velocidade de agitação de 9000 rpm com a utilização de concentração de 0,5 mol de hidróxido de sódio houve maior porcentagem da dispersão da argila. O hidróxido de sódio na concentração de 0,5 mol foi o mais eficiente na dispersão química dos solos analisados independente da velocidade de agitação.

Palavras-chave: granulometria, rpm, agitador

 

ABSTRACT

The particle size of the soil is a very important parameter for characterizing and understanding the physical dynamics of the soil, being one of the main analysis that determines the characteristics of the soil. The Nitossolos Red Eutrophic (NVE) are strongly developed soils, an agronomically important soil and with high risk of erosion. The objective of this study was to test the speed most appropriate vertical agitation in determining the clay dispersion and the efficiency of different concentrations of NaOH as chemical dispersant on the particle size analysis. NVE samples were collected, placed to air dry and sieved / destorroadas, heavy 36 samples of 25 g, 4x3 factorial design was used, 4 NaOH concentration and agitation speeds 3 with 3 repetitions. There are 4 treatments, the concentrations were 0.0; 0.5; 1.0 and 1.5 mol NaOH, and the speeds 9000, 12000 and 18000 rpm. The results showed that the stirring speed of 9000 rpm using a concentration of 0.5 mol of sodium hydroxide was larger percentage of the clay dispersion. Sodium hydroxide at a concentration of 0.5 mol is more efficient in the chemical dispersion of soils analyzed independent of the stirring rate.

Keywords: granulometry, rpm, agitator.

 

RESUMEN

El tamaño de las partículas del suelo es un parámetro muy importante para caracterizar y comprender las dinámicas físicas del suelo, siendo uno de los principales análisis que determina las características del suelo. La Red Eutrófico Nitossolos (NVE) se desarrolló fuertemente los suelos, un suelo de importancia agronómica y con alto riesgo de erosión. El objetivo de este estudio fue probar la velocidad de agitación vertical más apropiado en la determinación de la dispersión de arcilla y la eficiencia de diferentes concentraciones de NaOH como dispersante químico en el análisis del tamaño de partícula. Se recogieron muestras de NVE, colocado al aire / destorroadas secos y tamizados, pesados ​​36 muestras de 25 g, se utilizó un diseño factorial 4x3, 4 concentración de NaOH y 3 velocidades de agitación con 3 repeticiones. Hay 4 tratamientos, las concentraciones fueron 0,0; 0,5; 1,0 y 1,5 moles de NaOH, y las velocidades 9000, 12000 y 18000 rpm. Los resultados mostraron que la velocidad de agitación de 9000 rpm usando una concentración de 0,5 mol de hidróxido de sodio fue mayor porcentaje de la dispersión de arcilla. El hidróxido de sodio a una concentración de 0,5 mol es más eficiente en la dispersión química de los suelos analizados independiente de la velocidad de agitación.

Descriptores: granulometría, rpm, agitador

 

Biografia do Autor

Matheus Vinicius Abadia Ventura, Faculdade Evangélica de Goianésia - FACEG

Graduação em andamento em Agronomia pela Faculdade Evangélica de Goianésia - FACEG

Patrícia Carolline dos Santos Chagas, Instituto Federal Goiano - Câmpus Ceres

Graduação em andamento em Agronomia no Instituto Federal Goiano - Câmpus Ceres (IFG)

Lucas da Silva Alves, Universidade Estadual de Goiás - UEG

Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás - UEG

Marcio Moacir Bessa, UNESP - Universidade Estadual Paulista no Instituto de Politicas Publicas e Relações Internacionais do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe

Mestrando em Geografia pela UNESP - Universidade Estadual Paulista no Instituto de Politicas Publicas e Relações Internacionais do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe

Referências

BRAIDA, J. A.; BAYER, C.; ALBUQUERQUE, J. A.; REICHERT, J. M. Matéria orgânica e seu efeito na física do solo. Tópicos em Ciência do Solo, 2011. p. 221-278.

BORTOLINI, D.; SILVA, L. da; ALBUQUERQUE, J. A.; SEQUINATTO, L.; JUNIOR, M. I. Testes de Métodos de Dispersão para a Análise Granulométrica. X Reunião Sul-Brasileira de Ciência do Solo - Fatos e Mitos em Ciência do Solo. Pelotas, RS - 15 a 17 de outubro de 2014.

CUNHA, J. C.; FREIRE, M. B. G. dos S.; RUIZ, H. A.; FERNANDES, R. B. A.; ALVAREZ, V. H. Comparison of chemical dispersants for particle-size analysis of soils of Pernambuco state. Campina Grande, PB, UAEA/UFCG - http://www.agriambi.com.br. v.18, n.8, p.783–789, 2014.

DIAS JUNIOR, M. de; MIRANDA, E. E. V. de. Comportamento da curva de compactação de cinco solos da região de Lavras (MG). Ciência Agrotecnica, Lavras. v.24. n. 2, 2000. 337-346 p.

DONAGEMMA, G. K.; RUIZ, H. A.; FONTES, M. P. F.; KER, J. C; SCHAFFER, C. E. G. R. Dispersão de Latossolos em resposta à utilização de pré-tratamentos na análise textural. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.27, p.765-772, 2003.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Manual de métodos de análise de solo. 2.ed. Rio de Janeiro: Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 1997. 212p.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Nitossolos Vermelhos . Disponível: http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/solos_tropicais/arvore/CONT000gn362ja102wx5ok0liq1mqelqj5hh.html. Acesso em: 01/10/2016.

HILLEL, D. Fundamentals of Soil Physics. Academic Press, New York. 1980. 413p.

MAURI, O.; RUIZ, H. A.; FERNANDES, R. B. A.; KER, J. C.; REZENDE, L. R. M. Dispersantes químicos na análise granulométrica de latossolos. Rev. Bras. Ciênc. Solo vol.35 no.4 Viçosa July/Aug. 2011. Print version ISSN 0100-068.

MIYAZAWA, M.; BARBOSA, G. M. C. de. Efeitos da agitação mecânica e matéria orgânica na análise granulométrica do solo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.15, p.680-685, 2011.

RODRIGUES, C.; OLIVEIRA, V. A. de; SILVEIRA, P. M. da; SANTOS, G. G. Dispersantes químicos e pré-tratamentos na avaliação do teor de argila de solos de diferentes mineralogias. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.35, p.1589-1596, 2011.

RODRIGUES, W. S.; LACERDA, N. B. de; OLIVEIRA, T. S. de. Análise granulométrica em solos de diferentes classes por agitação horizontal. Revista Ciência Agronômica, v.40, p.474-485, 2009.

SOUSA NETO, E. L. de; FIGUEIREDO, L. H. A.; BEUTLER, A. N. Dispersão da fração argila de um latossolo sob diferentes sistemas de uso e dispersantes. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.33, p.273-278, 2009.

VETTORI, L. Métodos de análise de solo. Rio de Janeiro, Ministério da Agricultura, 1969. 24p. (Boletim Técnico, 9)

Publicado
2016-12-01
Como Citar
Ventura, M. V. A., Chagas, P. C. dos S., Alves, L. da S., & Bessa, M. M. (2016). Influência da velocidade da agitação sobre a dispersão de argila e eficiência de concentrações de sódio como dispersante químico. DESAFIOS - Revista Interdisciplinar Da Universidade Federal Do Tocantins, 3(2), 65-71. https://doi.org/10.20873/uft.2359-3652.2016v3n2p65
Seção
Artigos