A revista aceitará para submissão artigos, ensaios, casos de ensino e resenhas de obras, todos dentro da área de Controle Social e Desenvolvimento Territorial e temáticas afins, incluindo também propostas nas áreas de Gestão Social, Economia Solidária, Desenvolvimento Sustentável, Igualdade Participativa, Cidadania, etc. Essas temática guarda em sua lógica um amplo e dinâmico espectro de teorias construídas com a finalidade analítica e/ou instrumental de transformação das realidades locais. Neste sentido teoria e prática se contrapõem dialeticamente como em uma espiral que evolui e acumula conhecimentos sobre os modelos de governança, de controle social, de gestão social e participação, de novas modelagens de políticas públicas, de consórcios, de planos diretores, entre outras perspectivas que contemplem a análise territorial.

Política de acesso livre: A Revista CSDT oferece acesso livre e imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização do conhecimento. Será utilizada a Plataforma do Sistema de Editoração Eletrônico de Revistas – SEER.

Apoio: A Revista CSDT, conta com apoio da Fundação Getúlio Vargas - RJ, Universidades Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ, Universidades Federal do Tocantíns - UFT e Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior - CAPES

A revista amplia as parceiras no âmbito das instituições de Ensino Superior na América Latina notadamente com a Universidade Andina – Simon Bolivar no Equador, Universidade Nacional General Sarmiento- Província de Bueno Aires e Universidade Nacional de Rio Cuarto, ambas da Argentina e com a Pontifícia Universidade Javeriana do Chile. Desta forma, a revista terá artigos publicados em Português e Espanhol ampliando assim sua visibilidade e alcance de sua missão.

A revista CSDT conta com apoio do programa Pró-Integração da CAPES (edital n.55/2013 (CAPES/MI)), que tem como objetivo estimular e apoiar a realização de projetos conjuntos de pesquisa entre pesquisadores vinculados a diferentes instituições de ensino superior - IES, possibilitando o desenvolvimento de projetos de pesquisa científica e tecnológica, contemplando a formação de recursos humanos (RH) em nível de pós-graduação stricto sensu acadêmico.

Parcerias estruturantes no Brasil

Resumidamente tais programas guardam as seguintes estruturas:

- A EBAPE/FGV Programa de Pós-Graduação em Administração da Escola Brasileira de Administração Pública e Empresas na linha de pesquisa Instituições, Políticas e Governo que abrange o estudo de instituições políticas, política pública e governo em uma perspectiva comparada. A questão fundamental abordada por esta linha é: como e quando instituições políticas afetam resultados relativos ao governo, formulação de políticas públicas. 

- O PPGCTIA/UFRRJ é um programa interdisciplinar que possui quatro áreas de concentração: Agrobiologia,Recursos Naturais e Proteção Ambiental, Patobiologia Animal e a área Políticas Públicas Comparadas que tem como objetivo a Análise comparativa entre o Brasil e a Argentina, no referido à formação das estruturas agrárias, nas suas dimensões produtivas, territoriais e sociais, nas análises institucionais que referem à matriz de formulação e implementação das políticas públicas, e à configuração dos sujeitos sociais e políticos que disputam pela orientação e apropriação dessas políticas públicas.

- O PPGDT/UFRRJ apresenta uma área de concentração denominada Desenvolvimento Regional e Políticas Públicas.  Duas linhas de pesquisa: a primeira intitulada: Desenvolvimento e Políticas Públicas e a segunda: Sustentabilidade Socioeconômica e Ambiental. O objetivo do PPGDT é criar conhecimento técnico e científico que fomentem processos de desenvolvimento territorial sustentável, ou seja, que estimulem de forma contínua e permanente os processos de coesão social e territorial, a governabilidade, a sustentabilidade, a inclusão econômica e o bem estar. Para tal, supõe-se que os poderes locais constituídos pelos agentes: poderes públicos, mercado e sociedade civil devam ter a capacidade de decidir sobre a escolha de seus projetos, de agregar valor às suas atividades produtivas, de reter e direcionar parcelas do excedente econômico na melhoria da qualidade de vida de sua população.

- O Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional/UFT tem como principal objetivo desenvolver pesquisas e formar profissionais de alto nível em desenvolvimento regional, com uma visão plural, crítica e interdisciplinar. Possui duas linhas de pesquisa a saber: Políticas Públicas e Desenvolvimento Esta linha de pesquisa aborda temas relativos às questões socioeconômicas, políticas, culturais e ambientais relacionadas às problemáticas regionais rurais e urbanas, considerando os aspectos históricos e sua expressão espacial e temporal. Nesse sentido, propõe-se investigar as mudanças e impactos nos processos de desenvolvimento regional, causadas tanto pelas ações estatais quanto pelo protagonismo dos atores sociais. Adicionalmente, pretende-se compreender processos de formulação, implementação e avaliação de políticas públicas, a partir de uma perspectiva interdisciplinar. E a segunda linha: Economia, Planejamento e Desenvolvimento que a borda temas relacionados aos processos inerentes ao desenvolvimento e planejamento regional, tendo como fundamento a análise econômica. Pretende-se desenvolver pesquisas em: aplicação de métodos e modelos de economia regional; meio ambiente; avaliação econômica de políticas públicas e da provisão de serviços públicos (saneamento básico, segurança pública, infraestrutura etc.); distribuição espacial e organização das atividades econômicas e do agronegócio (formação de clusters e arranjos produtivos locais); alternativas sustentáveis de desenvolvimento e análise do ambiente institucional (mediação de conflitos, regulação e desenvolvimento tecnológico).

Tais linhas de pesquisa e área de concentração dos programas parceiros na Revista Controle Social e Desenvolvimento Territorial são complementares na analise da temática que se propõe a revista. Acredita-se que a cooperação das instituições de ensino que estruturam esta revista e possam contribuir para a difusão dos estudos teóricos e práticos do Brasil e na Argentina, uma vez que as mesmas serão editadas em português e em espanhol.