A Revista Controle Social & Desenvolvimento Territorial, tem como o objetivo a difusão das pesquisas científicas elaboradas nas temáticas que envolvem as questões concernentes ao Desenvolvimento Territorial, Regional e Políticas Públicas no que tange ao controle social e novos instrumentos de participação política, bem como arranjos institucionais, notadamente, os conselhos gestores de políticas públicas. Sendo um periódico semestral editado conjuntamente através da parceria interinstitucional de três programas de pós-graduação Stricto Sensu, que envolvem três Instituições de Ensino Superior no Brasil. O Programa de Pós-Graduação em Administração da Escola Brasileira de Administração Pública e Empresas EBAPE/FGV; A área de concentração denominada de Políticas Públicas Comparadas do PPGCTIA/UFRRJ e UNRC – Programa de Pós-Graduação e Ciência Tecnologia e Inovação em Agropecuária da Universidades Federal Rural do Rio de Janeiro, também conhecido como Binacional pela sua parceria com a Universidade de Rio Cuarto da província de Córdoba-Argentina, o PPGDT/UFRRJ – Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Políticas Públicas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, e o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da UFT – Universidade Federal do Tocantins.

A revista aceitará para submissão artigos, ensaios, casos de ensino e resenhas de obras, todos dentro da área de Controle Social e Desenvolvimento Territorial e temáticas afins, incluindo também propostas nas áreas de Gestão Social, Economia Solidária, Desenvolvimento Sustentável, Igualdade Participativa, Cidadania, etc. Essas temática guarda em sua lógica um amplo e dinâmico espectro de teorias construídas com a finalidade analítica e/ou instrumental de transformação das realidades locais. Neste sentido teoria e prática se contrapõem dialeticamente como em uma espiral que evolui e acumula conhecimentos sobre os modelos de governança, de controle social, de gestão social e participação, de novas modelagens de políticas públicas, de consórcios, de planos diretores, entre outras perspectivas que contemplem a análise territorial.