Técnicas de sensoriamento remoto para delimitação de áreas queimadas no Tocantins através do processamento digital de imagens Landsat 8-TM

Palavras-chave: detecção, savana brasileira, uso do fogo

Resumo

Métodos de detecção de áreas queimadas são fundamentais para que se possa realizar um levantamento histórico, bem como para o dimensionamento dos efeitos produzidos pelo fogo sobre o ambiente. Nesse sentindo o objetivo desse trabalho foi avaliar procedimento e metodologia para a delimitação de áreas queimadas através do processamento de imagens Landsat 8-TM, no período de maior ocorrência de focos de calor em três áreas, sendo estas localizadas nas regiões Leste, Sul e Norte do estado do Tocantins. Para a obtenção das áreas queimadas foram realizados procedimentos de classificação das imagens objetivando a classe de interesse (área queimada). Inicialmente foi realizado pré-processamento nas imagens sendo: correção radiométrica, atmosférica e correção do sistema de projeção. Após esta etapa, foi realizado o processamento das imagens para a obtenção do NDVI (Normalized Difference Vegetation Index) em imagens antes e depois do fogo, denominadas de Im1 e Im2. Após a obtenção do NDVI, as imagens foram comparadas pixel a pixel por subtração dos valores de NDVI, gerando uma imagem diferença. A classificação supervisionada apresentou melhor desempenho que a não supervisionada. As maiores ocorrências de áreas queimadas foram nas cenas 221/67 e 222/68 que está relacionada com o clima, vegetação, ocupação e uso do solo das regiões abrangidas por estas cenas.

Biografia do Autor

Francisca Cassia da Silva Silva, Universidade Federal do Tocantins

Engenheira Florestal

Mestranda em Ciências Florestais e Ambientais

Fabianna Rodrigues Pinheiro, Universidade Federal do Tocantins

Acadêmica de Engenharia Florestal

Igor Viana Souza, Universidade Federal do Tocantins

Engenheiro Florestal

Mestrando de Ciências Florestais e Ambientais

Victor Braga Rodrigues Duarte, Universidade Federal do Tocantins

Forest Engineer

Master's student in Forest and Environmental Sciences

Marcos Vinícius Cardoso da Silva, Universidade Federal do Tocantins

Engenheiro Florestal

Mestrando de Ciências Florestais e Ambientais

Augustus Portella, Universidade Federal do Tocantins

Professor Adjunto na Universidade Federal do Tocantins

Marcos Giongo, Universidade Federal do Tocantins

Professor Adjunto na Universidade Federal do Tocantins

Referências

Ahern FJ, Goldammer JG, Justice CO. Global and regional vegetation fire monitoring from space: planning a coordinated international effort. Holanda: Kugler Publications, 303p. 2001.

Araújo FM, Ferreira LG. Satellite-based automated burned area detection: A performance assessment of the MODIS MCD45A1 in the Brazilian savanna. International Journal of Applied Earth Observation and Geoinformation, v. 36, p. 94-102, 2015.

https://doi.org/10.1016/j.jag.2014.10.009.

Boschetti L, Eva HD, Brivio PA, Grégoire JM. Lessons to belearned from the comparison of three satellite-derived biomas burnings pruducts. In: Setzer, A.; Morelli, F.; Lombardi, R. R; (Org.). O sensor MODIS e suas aplicações no Brasil. São José dos Campos: Editora Parêntese, 2007. cap. 28, p. 403-417.

Brasil. Ministério do Meio Ambiente. Mapeamento do uso e cobertura do cerrado: Projeto TerraClass Cerrado 2013. Brasília: MMA, 2015.

Carvalho LMT, Scolforo JRS. Inventário Florestal de Minas Gerais: Monitoramento da Flora Nativa. 2005-2007. Lavras: Editora UFLA, 318p. 2008.

Congalton RG. A review of assessing the accuracy of classifications of remotely sensed data. Remote Sensing of Environment, v.49, n.12, p.1671-1678, 1991.

Eva H, Lambin EF. Fires and land-cover change in the tropics: a remote sensing analysis at the landscape scale. Journal of Biogeography, v. 27, n. 3, p. 765-776, 2000.

https:// doi:10.1046/j.1365-2699.2000.00441.x.

Fanin T, Van der Werf GR. Relationships between burned area, forest cover loss, and land cover change in the Brazilian Amazon based on satellite data. Biogeosciences, v.12, p.6033-6043, 2015.

https:// doi:10.5194/bgd-12-8235-2015.

França H, Neto MBR, Setzer A. O fogo no Parque Nacional das Emas. Brasília: MMA, 140p., 2007.

Goulart AA, Morelli F, Setzer A. Focos de queimadas e incêndios detectados por satélites nas unidades de conservação do Cerrado no Mato Grosso em 2010. In: Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, 14, 2011, Dourados. Anais. Mato Grosso do Sul: UFGD.

Hardesty J, Myers R, Fulks W. Fire, ecosystems and people: a preliminary assessment of fire as a global conservation issue. Fire Manage, v.22, p.78-87, 2005.

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Portal Programa Queimadas. 2016. Disponível em: Acesso 31 nov. 2019.

Libonati R, Camara CC, Setzer AW, Morelli F, Melchiori AE. An algorithm for burned area detection in the Brazilian Cerrado using 4 µm MODIS imagery. Remote sensing, v.7, p.15782-15803, 2015.

https://doi:10.3390/rs71115782.

NATURATINS - Instituto Natureza do Tocantins. Plano de Manejo do Parque Estadual do Jalapão–PEJ. Palmas: Naturatins, 2003. 204 p.

Ometto JP, Aguiar AP, Assis T, Soler L, Valle P, Tejada G, Lapola DM, Meir P. Amazon forest biomass density maps: tackling the uncertainty in carbon emission estimates. Climatic Change, v.124, n.3, p.545-560, 2014.

http://dx.doi.org/10.1007/s10584-014-1058-7.

Phulpin T, Lavenu F, Bellan MF, Mougenot B, Blasco F. USING SPOT-4 HRVIR and VEGETATION sensors to assess impact of tropical forest fires in Roraima, Brazil. International Journal of Remote Sensing, v.23, n.10, p.1943-1966, 2002.

https://doi.org/10.1080/01431160110076135.

Pivello V. The use of fire in the Cerrado and Amazonian Rainforests of Brazil: past and present. Fire Ecology, v.7, n.1, p.25-39, 2011.

https://doi: 10.4996/fireecology.0701024.

Secretaria do Planejamento Superintendência do Planejamento e Gestão Central de Políticas Públicas (SEPLAN). Diretoria de Zoneamento Ecológico-Econômico (DEZ). Base de dados geográficos do Tocantins, Palmas, SEPLAN/DEZ, 2015.

SEPLAN. Secretária de Planejamento do Estado do Tocantins. Atlas do Tocantins: subsídios ao planejamento à gestão territorial. 6º edição. Palmas. 2012. 80p.

Silva LAGC. Biomas presentes no estado de Tocantins. Brasília: Consultoria Legislativa, 2007. 10 p. (Nota técnica). Acesso em: 20 out. 2019. Disponível em: <https://goo.gl/ENNyjd>.

Xu R, Wunsch ID. Survey of clustering algorithms. IEEE Transactions on Neural Networks. v.16, n.3, p.645-678, 2005.

Publicado
2020-05-22
Como Citar
Silva, F. C. da S., Pinheiro, F. R., Souza, I. V., Duarte, V. B. R., Silva, M. V. C. da, Portella, A. C. F., & Giongo, M. (2020). Técnicas de sensoriamento remoto para delimitação de áreas queimadas no Tocantins através do processamento digital de imagens Landsat 8-TM. Journal of Biotechnology and Biodiversity, 8(1), 006-011. https://doi.org/10.20873/jbb.uft.cemaf.v8n1.silva

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)