COOPERATIVISMO E RESPONSABILIDADE SOCIAL COMO ESTRATÉGIA DE CRESCIMENTO LOCAL

  • Émerson Dias de Oliveira Universidade Estadual de Londrina

Resumo

A cooperação como critério intrínseco da responsabilidade social institucional visa criar um clima organizacional com atributos peculiares em cada pessoa jurídica. Compreender esse cenário fica mais evidente quando a organização passa a ser avaliado similarmente com as pessoas físicas, um contexto em que a identidade tracejada na empresa é configurada em decorrência das ações e comportamentos de seus respectivos gestores. No presente esboço a analise teórica pautou-se em pesquisas bibliográficas e com uma profunda conjetura doutrinária da responsabilidade social corporativa nas empresas contemporâneas. Desta feita, ciente que estes estudos pairam com distintos entendimentos ideológicos, esta discussão esta alinhado em proposituras que encenam para uma realidade em que o ambiente fora da extensão organizacional se insere com efetividade burocrática e operacional, ou seja, nas fendas e barreiras simbólicas que ainda acontecem na relação empresa-comunidade no âmbito local, carecem que seja estabelecido um mutualismo sistêmico ajustado com suas respectivas realidades.

Publicado
2017-08-22
Seção
Artigos