PANORAMA DOS QUILOMBOS SERGIPANOS: CONDIÇÕES DE VIDA E VULNERABILIDADES

  • Flavia Regina Sobral Feitosa UFPE
  • Cláudio Jorge Moura de Castilho UFPE
  • Gregório Guirado Faccioli UFS
  • Roberto dos Santos Lacerda UFS

Resumo

Os quilombos são territórios de resistência cultural que conservam modos de vidas próprios ao tempo que reivindicam a ação estatal na efetivação dos seus direitos constitucionais. Para tanto, este estudo tem como objetivo realizar um diagnóstico sociocultural da situação dos quilombos sergipanos a partir das publicações encontradas no período de 2015 a 2019 na base de dados do Google Scholar. Foi desenvolvida uma pesquisa nesta plataforma, no período de agosto a novembro de 2019, aplicando separadamente os nomes de cada quilombo. Apareceram 6.180 artigos que abordavam em algum momento os termos do descritor, embora somente 68 tenham proporcionado efetivamente informações sobre cada quilombo e/ou tenham feito um diagnóstico sociocultural de algum dos territórios quilombolas dentro do recorte cultural estabelecido. Portanto, constata-se que existe um número muito pequeno de publicações acerca da temática, pois metade dos quilombos não foram abordados nas pesquisas científicas, o que demonstra a invisibilidade social desses territórios, na medida em que se tratam de experiências territoriais que denunciam a precária assistência do poder público.

Biografia do Autor

Flavia Regina Sobral Feitosa, UFPE

Graduada em Odontologia, Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente – UFS e Doutoranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente - UFPE

Cláudio Jorge Moura de Castilho, UFPE

Graduado e mestre em Geografia, pela UFPE. Doutor pela Universidade de Paris III. Pós-doutor em Geografia, pela Universidade Ca' Foscari (Veneza-Itália) e Professor Associado do Departamento de Ciências Geográficas –UFPE  e do Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA - UFPE

Gregório Guirado Faccioli , UFS

Graduado em Engenharia Agrícola pela UFV. Mestre e doutor em Irrigação e Drenagem – UFV. Pós-doutor em Geografia Física pela Universidade de Sevilha. Professor do Departamento de Engenharia Agrícola - DEAGRI-UFS e do Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA –UFS

Roberto dos Santos Lacerda , UFS

[1] Graduado em Biomedicina. Mestre em Saúde Coletiva – UEFS. Doutor em Desenvolvimento e Meio Ambiente – UFS. Prof. Adjunto do Departamento de Educação em Saúde e do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Culturas Populares – UFS

Publicado
2021-09-14