INCIDÊNCIA DE ÓBITOS POR NEOPLASIAS, SEGUNDO LOCALIZAÇÃO PRIMÁRIA DO TUMOR NO ESTADO DO TOCANTINS DE 2006 A 2015.

  • Evandro Leite Bitencourt UFT
  • Paulo Martins Reis Júnior Universidade Federal do Tocantins
  • Renata Rossato Universidade Federal do Tocantins
  • Bruno de Oliveira Araújo Sousa Universidade Federal do Tocantins

Resumo

 

 

Objetivo: Fazer um levantamento de óbitos ocorridos por neoplasias segundo a localização primária do tumor no Estado do Tocantins de 2006 a 2015. Métodos: Os dados foram obtidos através de acesso ao sítio do Instituto Nacional do Câncer (INCA). A seleção dos dados foi feita de acordo com a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID-10) 10ª edição. O grande grupo do CID-10 selecionado foi o de Neoplasias [tumores] malignas (os) que engloba os CID de C-00 a C97. Resultados: As neoplasias que causaram maior mortalidade no Estado do Tocantins foram a neoplasia maligna de brônquios e pulmões seguida pela localização primária desconhecida, neoplasias malignas da próstata, mama, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, colo do útero e leucemia mieloide. Quanto à faixa etária, a idade que registrou o maior número de óbitos foi de 70 a 79 anos. Conclusões: Com essa pesquisa, observa-se semelhança entre o perfil da mortalidade por neoplasias no Estado do Tocantins e o Brasil. Deve ser incentivada a criação de políticas públicas voltadas a essa patologia e conscientização da população na tentativa de evitar essa alta mortalidade.  

Palavras-chave: Óbitos; Neoplasias; Sistemas de informação.

ABSTRACT

Objective: To make a survey of deaths due to neoplasms according to the primary location of the tumor in the state of Tocantins from 2006 to 2015. Methods: Data were obtained through access to the National Cancer Institute (INCA) website. Data were selected according to the International Statistical Classification of Diseases and Related Health Problems (ICD-10) 10th edition. The large group of ICD-10 selected was that of malignant neoplasms [tumors] that encompasses ICDs from C-00 to C97. Results: The neoplasms that caused the greatest mortality in the State of Tocantins were malignant neoplasms of the bronchi and lungs followed by the unknown primary site, malignant neoplasms of the prostate, breast, esophagus, stomach, pancreas, liver, cervix and myeloid leukemia. As for the age group, the age with the highest number of deaths was 70 to 79 years. Conclusions: With this research, there is a similarity between the profile of mortality due to neoplasms in the state of Tocantins and Brazil. It should be encouraged the creation of public policies aimed at this pathology and public awareness in an attempt to avoid such high mortality.

Keywords: Deaths; Neoplasms; Information systems.

Publicado
2018-09-09