PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS NA REGIÃO NORTE ENTRE OS ANOS DE 2012 E 2015

UMA REVISÃO

  • Aline Barbosa Lopes
  • Amanda Amâncio Oliveira
  • Fellipe Camargo Ferreira Dias
  • Victor Mateus Xavier de Santana
  • Vitória de Souza Oliveira
  • Aline Almeida Liberato
  • Enoque Júnio da Rocha Calado
  • Pedro Henrique Procópio Lobo
  • Kamile Eller Gusmão
  • Virgílio Ribeiro Guedes

Resumo

O envenenamento causado por animais peçonhentos é considerado um importante problema de saúde pública, especialmente em países tropicais ou subtropicais, sendo incluídos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na lista de Doenças Tropicais Negligenciadas. Descrever o perfil epidemiológico dos acidentes por animais peçonhentos ocorridos na região Norte do Brasil entre 2012 e 2015, buscando subsidiar o entendimento da dinâmica deste agravo e analisar comparativamente os valores obtidos em estudos de outras regiões do país. Realizou-se estudo transversal descritivo, retrospectivo, clínico e epidemiológico dos acidentes por animais peçonhentos notificados entre 2012 e 2015 ao Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Observaram-se 58.432 casos de acidentes por animais peçonhentos na região Norte durante o período analisado, sendo a maioria causada por serpentes (34.801), seguido por escorpiões (13.040) e aranhas (3.109). Entre os acidentados, constatou-se o predomínio do sexo masculino (72,58%), com idade entre 20-39 anos (37%). Na região Norte, o Pará apresentou o maior número de casos registrados (7122 casos/ano), enquanto Roraima apresentou o menor (528 casos/ano). A letalidade observada nos acidentes peçonhentos foi de 0,37%, sendo maior em acidentes por abelhas (0,59%) e por serpentes (0,47%). O tempo médio entre a picada e o atendimento foi entre 0-3 horas, com uma evolução clínica para a cura em 85,9% dos casos. A região Norte registrou um número importante de acidentes com animais peçonhentos e a vigilância epidemiológica torna-se essencial na construção de estratégias em saúde para controle desse agravo.
Palavras chave: epidemiologia, acidentes peçonhentos, envenenamento, Norte.

ABSTRACT

INTRODUCTION: Crohn's disease is described as an inflammatory, chronic, recurrent, transmural inflammatory disease that can affect any part of the digestive tract, from the mouth to the anus, but especially the small intestine and colon. They are multifactorial, with prevalence and incidence varying according to genetics, environment, intestinal microbiota and even a possible infectious enteric agent. It is a disease that affects people of various ages, sexes and races, although there is a greater incidence in young women and in urban areas. METHODOLOGY: This is a review article in which, from the words "Crohn's disease" and "inflammatory bowel disease", a search was made for journals in the databases: PubMed, Scielo, Portal Periódicos CAPES and Google academic. CONCLUSION: Crohn's disease presents an important morbidity and mortality rate in the world, especially in regions where there is rapid urbanization and industrialization. Diagnosis is an extremely complicated procedure due to its nonspecific clinical and various aspects in common with other pathologies. Thus, a better scientific investigation in the area is still necessary, in order to develop better diagnostic techniques and behaviors to be taken in the follow-up and cure of this pathology.                                             
Keywords: Crohn's disease, Inflammatory bowel disease, Diarrhea.

Biografia do Autor

Fellipe Camargo Ferreira Dias

Acadêmico do curso de Medicina

Publicado
2017-06-20

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 > >>