FENDA PALATINA

REVISÃO DAS PRINCIPAIS TÉCNICAS DE PALATOPLASTIA

Resumo

Introdução: A fenda palatina é uma das malformações congênitas de maior incidência e ocorre devido a falha na fusão dos processos frontonasais e maxilares durante a vida intrauterina, causando alterações na fala e anormalidades na função da tuba auditiva. O objetivo da palatoplastia é a reconstrução cirúrgica do palato com foco na restauração da fala. Metodologia:  Foram realizadas pesquisas nas bases Pubmed e Scielo para publicações recentes. Não houve seleção com base na metodologia do estudo. Resultados e Discussão: A palatoplastia de von Langenback é utilizada para o tratamento de fissuras incompletas do palato secundário sem fissura labial ou comprometimento alveolar. A técnica de Veau-Wardill-Kilner é uma modificação derivada da técnica anterior. A técnica de dois retalhos é indicada apenas para fissuras palatinas estreitas. A zetaplastia de Furlow é mais usada para reparo de fendas submucosas e fendas isoladas. Conclusão: O tratamento cirúrgico das fissuras palatinas vem se aperfeiçoando há décadas e as técnicas de palatoplastias possuem, cada qual, suas particularidades quanto aos seus efeitos na fala e no crescimento maxilofacial.

Publicado
2022-05-08
Seção
Revisões de Literatura