NETNOGRAFIA E ESPAÇOS COLABORATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: o caso do blog “estágio II UFPE 2018.2” do curso de letras-português da UFPE

  • Alexandre Machado Marques de Souza Sobrinho Universidade Federal de Pernambuco
  • Clecio dos Santos Bunzen Júnior Universidade Federal de Pernambuco
  • Emerson de Brito Sarmento Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: Netnografia; Blogs; Ciberespaço; Educação

Resumo

Este trabalho busca apresentar a netnografia enquanto instrumento metodológico de pesquisa adequado à compressão do uso de blogs enquanto ferramentas eficazes à disseminação de conhecimentos e processos de ensino e aprendizagem no campo da educação. Em termos metodológicos, optou-se pela análise do Blogger “Estágio II UFPE 2018.2”, desenvolvido no âmbito do componente curricular “Estágio Supervisionado Obrigatório em Língua Portuguesa II”, do curso de Letras da UFPE. A partir da observação dos relatórios pedagógicos de campo, percebeu-se que o espaço criado não apenas pode ser interessante como ferramenta de ensino e aprendizagem, mas como espaço de autonomia política e liberdade de expressão, revelando-se como uma experiência exemplar, tanto para os estudos sobre blogs no contexto da educação como para os estudos sobre metodologia netnográfica.

 

PALAVRAS-CHAVE: Netnografia; Ciberespaço; Blogs; Educação.

 

  

ABSTRACT

This paper seeks to present the netnography as a methodological research instrument suitable to the compression of the use of blogs as effective tools to disseminate knowledge and teaching and learning processes in the field of education. In methodological terms, we opted for the analysis of Blogger "Stage II UFPE 2018.2", developed under the curricular component "Mandatory Supervised Internship in Portuguese Language II", of the UFPE Literature course. From the observation of the pedagogical field reports, it was noticed that the space created can not only be interesting as a teaching and learning tool, but as an area of ​​political autonomy and freedom of expression, proving to be an exemplary experience both for the studies on blogs in the context of education and for the studies on netnographic methodology.

 KEYWORDS: Netnography; Cyberspace; Blogs; Education.

RESUMEN Este trabajo busca presentar la netnografía como instrumento metodológico de investigación adecuado a la compresión del uso de blogs como herramientas eficaces a la diseminación de conocimientos y procesos de enseñanza y aprendizaje en el campo de la educación. En cuanto a la metodología, se optó por el análisis de Blogger "Etapa II UFPE 2018.2", desarrollado en el componente curricular "prácticas supervisadas obligatoria en portugués II," de las letras de la UFPE. A partir de la observación de los informes pedagógicos de campo, se percibió que el espacio creado no sólo puede ser interesante como herramienta de enseñanza y aprendizaje, sino como espacio de autonomía política y libertad de expresión, revelándose como una experiencia ejemplar tanto para los estudios sobre blogs en el contexto de la educación como para los estudios sobre metodología netnográfica. 

PALABRAS CLAVE: Netnografía; Ciberespacio; Blogs; Educación.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clecio dos Santos Bunzen Júnior, Universidade Federal de Pernambuco

Doutor em Linguística Aplicada e Professor do Centro de Educação da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. E-mail: clecio.bunzen@gmail.com.

Emerson de Brito Sarmento, Universidade Federal de Pernambuco

Graduando do Curso de Licenciatura em Letras da Universidade Federal de Pernambuco UFPE. E-mail: esarmento22@gmail.com.

Referências

AMARAL, A.; RECUERO, R.; MONTARDO, S. P. Blogs: mapeando um objeto. VI Congresso Nacional de História da Mídia. Rio de Janeiro, 2008. Disponível em: http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/encontros-nacionais/6o-encontro-2008-1/Blogs%20Mapeando%20um%20objeto.pdf. Acesso: 22/01/2019.

AMARAL, A.; NATAL, G.; VIANA, L. Apontamentos metodológicos iniciais sobre netnografia no contexto pesquisa em comunicação digital e cibercultura. Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM). Curitiba, 2009. Disponível em: https://docplayer.com.br/79030649-Apontamentos-metodologicos-iniciais-sobre-a-netnografia-no-contexto-pesquisa-em-comunicacao-digital-e-cibercultura-1.html. Acesso: 23/01/2019.

ANGROSINO, M. Etnografia e Observação Participante. Trad. José Fonseca. Porto Alegre: Artmed, 2009.

ANJOS-SANTOS, Lucas M. dos; CRISTOVÃO, Vera Lúcia L. A produção de blogs profissionais como ferramentas reflexivas na educação inicial de professores de língua inglesa. Rev. Ilha do Desterro. Florianópolis, v. 68, nº 1, p. 33-45, jan./abr., 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-80262015000100033 Acesso em: 27/04/2019.

BAKHTIN, M. M. (1952-53). Os gêneros do discurso. In: Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M. M./VOLOCHINOV, V. N. (1929) Marxismo e Filosofia da Linguagem. São Paulo: Hucitec, 1988.

BUNZEN, Clecio dos Santos. Gêneros e movimentos discursivos: a produção de posts em um weblog coletivo. XVI Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino (ENDIPE-UNICAMP). Campinas, 2012. Disponível em: http://www.infoteca.inf.br/endipe/smarty/templates/arquivos_template/upload_arquivos/acervo/docs/3999b.pdf Acesso em: 20/04/2019.

CASTELLS, M. A sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

FARACO, Carlos Alberto. Linguagem & Diálogo: as ideias linguísticas do círculo de Bakhtin. Curitiba: Criar Edições, 2003.

FRANÇOIS, Frederic. Práticas do oral: diálogo, jogo e variação das figuras do sentido. Carapicuíba: Pró-fono. 1996.

KOMESU, Fabiana. Blogs e as práticas de escrita sobre si na Internet. In: Luiz Antônio Marcuschi e Antônio Carlos Xavier (Orgs.). Hipertexto e gêneros digitais. Rio de Janeiro: Lucerna, 2004.

KOZINETS, R. Netnografia: realizando pesquisa etnográfica online. Trad. Daniel Bueno. Porto Alegre: Penso, 2014.

LÉVY, P. Cibercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. 2ºed. São Paulo: Editora 34, 2000.

MILLER, C.R.; SHEPHERD, D. Questões da blogosfera para a teoria de gênero. In: DIONÍSIO, A.P.; HOFFNAGEL, J.C. (Org.). Estudos sobre gênero textual, agência e tecnologia. Recife: Editora da UFPE, 2009, p. 93-121.

______. Blogar como ação social: uma análise do gênero weblog. In: DIONÍSIO, A.P.; HOFFNAGEL, J.C. (Org.). Estudos sobre gênero textual, agência e tecnologia. Recife: Editora da UFPE, 2009, p. 61-92.

MONTARDO, S. P.; PASSERINO, L. M. Estudos de Blogs a partir da Netnografia: possibilidades e limitações. Revista Novas Tecnologias na Educação (CINTED-UFRGS), v. 4, n. 2. Rio Grande do Sul, 2006. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/14173/8102. Acesso: 23/01/2019.

NOGUEIRA, E. J.; GOMES, L. F.; SOARES, M. L. de A. Netnografia: considerações iniciais para pesquisas em educação. Revista QUAESTIO, v. 13, n. 2. São Paulo, 2011. Disponível em: file:///C:/Users/Alexandre/Downloads/696-Texto%20do%20artigo-916-1-10-20120305%20(2).pdf. Acesso: 25/01/2019.

REIS, F.C.S. O e-mail e o blog: interação e possibilidade pedagógicas. In: ARAÚJO, J.C.; DIEB, M. (Org.). Letramentos na Web: gêneros, interação e ensino. Fortaleza: Edições UFC, 2009, p. 99-110.

SANTOS, L.M.A. Panorama das pesquisas sobre TDIC e formação de professores de língua inglesa em LA: um levantamento bibliográfico a partir da base de dissertações/teses da CAPES. Revista Brasileira de Linguística Aplicada. Belo Horizonte, v. 13, n.1, p. 1536, 2013.

SILVA, Lilian Lopes da. Entre estágios, diários de campo, leituras. In: Adriana Silva et al. Culturas infantis nem creches e pré-escolas: estágio e pesquisa. Campinas: Autores Associados, 2011.

TAVARES, W.; PAULA A.P.P de. A Netnografia como Possibilidade Metodológica para Estudos no Campo de EAD. XI Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância. Florianópolis, 2014. Disponível em: http://esud2014.nute.ufsc.br/anais-esud2014/files/pdf/126914.pdf. Acesso: 21/01/2019.

Publicado
2019-10-01
Como Citar
SOUZA SOBRINHO, A. M. M. DE; BUNZEN JÚNIOR, C. DOS S.; SARMENTO, E. DE B. NETNOGRAFIA E ESPAÇOS COLABORATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: o caso do blog “estágio II UFPE 2018.2” do curso de letras-português da UFPE. Revista Observatório, v. 5, n. 6, p. 46-74, 1 out. 2019.