50 ANOS DE JORNALISMO DA GLOBO: recordar para reafirma

Palavras-chave: Memória Jornalística, História do Jornalismo, Autoridade jornalística, Telejornalismo, Rede Globo

Resumo

Este artigo analisa a série especial 50 anos de jornalismo da Globo, exibida em cinco episódios ao final do Jornal Nacional, na semana do aniversário de meio século da emissora, em abril de 2015. O conteúdo do programa foi organizado tomando  como  base  a  memória  de  16  jornalistas  que  participaram  das coberturas  dos  principais  fatos  do  período.  Parte-se  da  hipótese  que,  muito mais  que  uma  simples  recordação,  este  especial  tem como  objetivo  evocar  a importância do telejornalismo e reafirmar a qualidade do trabalho desenvolvido pela  emissora.  Esta  iniciativa  se  colocaria,  portanto,  como  um  contraponto  à uma   crescente   desvalorização   dos   meios   noticiosos   tradicionais   e especialmente  à  uma  queda  na  popularidade  da  própria  Rede  Globo.  Como método, empregaram-se a análise documental, a análise textual qualitativa e a análise de enquadramento

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucia Santa Cruz, Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM Rio)

Doutora, mestre e graduada em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professora Adjunta da ESPM/RIO (Graduação e Mestrado Profissional em Gestão da Economia Criativa - MPGEC). Pesquisadora do Laboratório de Estudos de Memória Brasileira e Representação do MPGEC (LEMBRAR), da Coordenação Interdisciplinar de Estudos Contemporâneos da UFRJ (CIEC-UFRJ) e pesquisadora do Centro de Altos Estudos da ESPM (CAEPM). E-mail: lucia.santacruz@espm.br.

Referências

BARBOSA, Marialva. Mídias e usos do passado: o esquecimento e o futuro. Revista Galáxia, São Paulo, v. 6, n. 12: 13-26, 2006. Disponível em: < http://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/view/1458/922>. (acesso em 15 dezembro 2015).

BARBOSA, Marialva. Meios de comunicação e usos do passado: temporalidades, rastros e vestígios e interfaces entre Comunicação e História. In: RIBEIRO, A. P. G.; HERSCHMANN, M. Comunicação e história: interfaces e novas abordagens. Rio de Janeiro: Mauad X, Globo Universidade, 2008.

BERGAMO, Alexandre. Reportagem, memória e história no jornalismo brasileiro. Mana nº 17 vol 2: 233-269, 2011.

BERGER, Christa. Memória enquadrada: 30 anos se passaram e Vlado segue morrendo. IV Encontro de Pesquisadores em Jornalismo. SBPJor. Porto Alegre: UFRGS. CD-ROM, 2006.

CARLSON, Matt and Berkowitz Daniel A. Twilight of the television idols: collective memory, network news and the death of Walter Cronkite. Memory Studies 5(4) 410-424, 2011.

CARLSON, Matt and Berkowitz Daniel A The Late News: memory work as boundary work in the commemoration of television journalists. In ZELIZER, Barbie & TENENBOIM-WEINBLATT, Karen. Journalism and Memory. Memory Studies. London: Palgrave Macmillian, 2014.

DUARTE, Jorge. Entrevista em profundidade. In DUARTE, Jorge e BARROS, Antonio (org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2ª edição, 2010.

FIUZA, Sílvia. Entrevista I (set2015). Rio de Janeiro, 2015. 1 arquivo .mp3 (60 min.), 2015.

FIUZA, Sílvia. Entrevista II (nov2015). Rio de Janeiro, 2015. 1 arquivo .mp3 (75 min.), 2015.

HALBAWCHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Vértice, 1990.

LAGE, Nilson. Teoria e técnica do texto jornalístico. Rio de Janeiro: Campus, 2005.

MEMÓRIA GLOBO. 50 anos de jornalismo da Globo, 2015. Disponível em <http://memoriaglobo.globo.com/programas/jornalismo/telejornais-e-programas/jornal-nacional/jornal-nacional-50-anos-de-jornalismo-da-globo.htm> Acesso em 10 abr.2016.

MEMÓRIA GLOBO. Globo 50 Anos, 2015. Disponível em http://memoriaglobo.globo.com/mostras/globo-50-anos.htm. Acesso em 10 abr. 2016.

MEMÓRIA GLOBO. Jornal Nacional: a notícia faz história. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004

MEMÓRIA ROBERTO MARINHO. Projac. Disponível em <http://www.robertomarinho.com.br/obra/tv-globo/detalhes-de-verbete-13.htm>. Acesso em 24 jun. 2016.

OLICK, J. Reflections on the underdeveloped relations between Journalism and Memory Studies. In ZELIZER, Barbie & TENENBOIM-WEINBLATT, Karen. Journalism and Memory. Memory Studies. London: Palgrave Macmillian, 2014.

SANTA CRUZ, Lucia Jornalismo feito de notícias velhas: O uso da memória jornalística na produção de conteúdo novo. Mídia e Cotidiano. Número 8. Março 2016. Niterói: Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC (UFF). Disponível em< http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br/ojs/index.php/Midecot/article/view/247/185> (acesso em 10 abril 2016)

SANTA CRUZ, Lucia. Desfazendo a mala: memórias de imigrantes na mídia. Contracampo v. 17 2º semestre 2007. Niterói: Instituto de Artes e Comunicação Social: 179-192.

SANTA CRUZ, Lucia. O repórter como historiador do tempo presente. In PEREIRA, Carlos Alberto Messeder, ASSIS, Francisco de e ANTONIOLI, Maria Elisabete. Desafios do Jornalismo: novas demandas e formação profissional. Curitiba: Appris, 2014.

SARLO, Beatriz. Tempo passado. Cultura da memória e guinada subjetiva. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007.

SOARES, Murilo Cesar. Análise de enquadramento. DUARTE, Jorge e BARROS, Antônio (org.) Métodos e técnicas de pesquisa em Comunicação. 2ª edição. São Paulo: Atlas, 2012. Material complementar. Disponível no site https://www.editoraatlas.com.br/atlas/webapp/detalhes_produto.aspx?prd_des_ean13=9788522474400#ancMaterial. Acesso em 10 janeiro 2016.

TRAQUINA, Nelson. . Teorias do jornalismo vol II. Florianopolis: Insular, 2008.

TUCHMAN, Gaye. Making news: a study in the construction of reality. New York: Free Press; Later Printing edition, 1978.

VIZEU, Alfredo. Decidindo o que é notícia: os bastidores do telejornalismo. Porto Alegre: Editora da PUC-RS, 2003.

VIZEU, Alfredo. O newsmaking e o trabalho de campo. In LAGO, Cláudia e BENETTI, Marcia. Metodologia de pesquisa em jornalismo. 3ª edição. Petrópolis: Vozes, 2007.

ZELIZER, Barbie. Covering the body: the Kennedy assassination, the media and the shaping of collective memory. Chicago: University of Chicago Press, 1992.

ZELIZER, Barbie. Journalists as interpretive communities. Critical Studies in Mass Communication 10: 219-37, 1993.

Publicado
2017-04-01
Como Citar
SANTA CRUZ, L. 50 ANOS DE JORNALISMO DA GLOBO: recordar para reafirma. Revista Observatório, v. 3, n. 2, p. 365-391, 1 abr. 2017.