Perfil topo-oro-pluviométrico do estado do Rio Grande do Sul, Brasil

Palavras-chave: Efeito orográfico, Precipitação pluviométrica, Correlação Linear

Resumo

O presente trabalho tem como foco de estudo a influência orográfica na distribuição espacial e local da precipitação pluviométrica no estado do Rio Grande do Sul. Dessa forma para a realização deste estudo precisou-se localizar todas as Estações Meteorológicas do estado. Assim, se obtiveram 34 Estações oficiais, tanto as controladas pela Fundação Estadual em Pesquisas Agropecuárias (FEPAGRO) quanto as Estações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Após ter a localização das estações coletaram-se os dados totais médios de precipitações dos últimos 30 anos, bem como a altitude de cada estação. Depois de feita a análise foram identificados dois perfis, um no sentido Sul-Norte compreendendo oito Estações Meteorológicas, e outro no sentido Oeste-Nordeste compreendendo sete Estações Meteorológicas. Dessa forma os dados das 15 estações foram organizados em duas planilhas do Microsoft Excel. A primeira com os dados do perfil Sul-Norte e a segunda com os dados do perfil Oeste-Nordeste. Após essa organização foi realizada, por meio de análise estatística, a correlação linear da distribuição da precipitação pluviométrica e a altitude. Assim teve-se como resultado que há uma influência da orografia na distribuição pluviométrica total, sendo que no primeiro perfil (Sul-Norte) a correlação linear foi de 0,821. Já no segundo perfil (Oeste-Nordeste) foi analisada uma correlação linear de 0,818. 

Referências

ARAÚJO, L. C. Memória sobre o clima do Rio Grande do Sul. Rio de Janeiro: Serviço de Informação do Ministério da Agricultura, 1930.

AYOADE, J. O. Introdução à climatologia para os trópicos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

COMPANHIA DE PESQUISA DOS RECURSOS MINERAIS. Atlas Pluviométrico

do Brasil. Estado do Rio Grande do Sul. Disponível em:

http://www.cprm.gov.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=1351&sid=9#PT

SEC-INS>. Acesso em: 10 de maio de 2015.

MACHADO, F. P. Contribuição ao estudo do clima do Rio Grande do Sul. Rio de Janeiro: Serviço Gráfico do IBGE, 1950.

MILANESI, Marcos Alexandre. Avaliação do Efeito Orográfico na Pluviometria nas Vertentes Opostas da Ilha de São Sebastião (Ilhabela- SP). 2007. 141 f. Dissertação (Mestrado em Geografia)- Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

MONTEIRO, C. A. F. O clima da região Sul. In: CATALDO, D. M. (Org.). Geografia do Brasil, Grande Região Sul. Rio de Janeiro: IBGE, 1963. p. 117-169.

MORENO, J. A. Clima do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Secretaria da Agricultura, 1961.

NIMER, Edmon. Climatologia da Região Sul. In: Climatologia do Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1989. c. 5, p.195-263.

ROSS, J. L. S. Relevo Brasileiro: uma nova proposta de classificação. Revista do Departamento de Geografia. São Paulo. Nº 4, p. 25-29. 1985.

SARTORI, M. G. B. A dinâmica do clima do Rio Grande do Sul: indução empírica e conhecimento científico. Revista Terra Livre, São Paulo, v. 1, n. 20, p. 27-49, jan./jul. 2003.

SARTORI, M. G. B. Distribuição das chuvas no Rio Grande do Sul e a variabilidade têmporo-espacial no período 1912-1984. In: SMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA E APLICADA. 5., 1993, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 1993.

Publicado
2016-03-21