VIOLÊNCIA CONTRA O DOCENTE EM UMA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL DA PEQUENA CIDADE DE LEÓPOLIS, NORTE DO PARANÁ

  • Pedro Henrique Carnevalli Fernandes Universidade Estadual do Norte do Paraná
  • Patrícia Aparecida Albini Prado Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)
Palavras-chave: Geografia da Violência, Educação, Professor, Pequena Cidade

Resumo

A violência tem encontrado terra fértil para se disseminar na sociedade brasileira tornando-se presente na realidade local e assumindo tipologias e formas diferentes. Assim, tem-se uma diferente mensuração da violência, inclusive no que tangencia o ambiente escolar. Além disso, os diversos tipos de violência ocorrem em diferentes contextos, âmbitos e escalas. No caso das pequenas cidades, os dados mostram-se mais preocupantes pela questão demográfica, pela pessoalização e pela sociabilidade. Este artigo aborda a violência no contexto escolar, especialmente contra o docente. Então, o objetivo principal é compreender a violência no ambiente escolar de uma escola estadual de ensino fundamental, a partir da percepção dos docentes, na pequena cidade de Leópolis, localizada no Norte Pioneiro do Estado do Paraná. A metodologia utilizada foi baseada em levantamento bibliográfico, levantamento de dados secundários acerca do município e da escola e aplicação de questionário nos docentes da escola. Os resultados sinalizaram que os docentes sofrem, diariamente, com a violência no ambiente escolar e que isso tem gerado síndromes e influenciado na saúde deles, causando desânimo, pânico, depressão e até mesmo a desistência da profissão. Portanto, observou-se que as escolas de pequenas cidades como espaços seguros têm se tornado uma realidade cada vez mais nostálgica.

Biografia do Autor

Pedro Henrique Carnevalli Fernandes, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Doutor em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professor Adjunto do Colegiado de Geografia da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Câmpus de Cornélio Procópio (PR). Coordenador Geral de Processos Seletivos (CPS) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Editor Assistente da Revista Geoingá e da Revista Reppe. Coordenador do Grupo de Pesquisa GEPeq - Grupo de Estudos sobre Pequenas Cidades. Vice-presidente do Conselho Municipal sobre Drogas de Cornélio Procópio. Os principais temas de estudo são: violência, insegurança objetiva e sociabilidade, sobretudo no recorte espacial das pequenas cidades.

Patrícia Aparecida Albini Prado, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Licenciada em Geografia pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Referências

ABRAMOVAY, M.; RUA, M. G. Violências nas escolas. 2. ed. Brasília: UNESCO, 2002.

CHARLOT, B. A violência na escola: como os sociólogos franceses abordam essa questão. Revista Sociologias, Porto Alegre/RS, n.8, jul./dez, 2002.

COSTA, C. R. C. A hora da Violência contra o Docente nas Escolas particulares de Minas Gerais: uma abordagem espacial exploratória. X ENANPEGE - Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação em Geografia, Campinas, 2013.

FERNANDES, P. H. C. Um espectro ronda as pequenas cidades: o aumento da violência e da insegurança objetiva. 2017. 525 p. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Maringá, Maringá (PR), 2017

GRAMSCI, A. A organização da escola e da cultura. In: ____________. Os intelectuais e a Organização da Cultura. 7º ed. Rio de Janeiro: civilização Brasileira, 1989. P. 117 – 139.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico. 2010. Disponível em: <http://www.censo2010.ibge.gov.br/resultados_do_censo2010.php> acesso em: 3 mar. 2018.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Divisão Regional. 2008. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/geociencias/geografia/default_div_int.shtm> acesso em: 10 mar. de 2018.

IPARDES, Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Cadernos municipais: Leópolis. Disponível em: <http://www.ipardes.gov.br/cadernos/Montapdf.php?Municipio=86330&btOk=ok>acesso em: 30 abr. de 2018.

LEVANDOSKI, G.; OGG, F.; CARDOSO, F. L.. Violência contra professores de educação física no ensino público do estado do Paraná. Motriz: Revista de Educação Física (Online), v. 17, p. 374-383, 2011.

LEÓPOLIS, Prefeitura Municipal. Leópolis. 2018. Disponível em: acesso em: 30 abr. de 2018.

LOPES, C. S. A violência nas escolas de Maringá, Estado do Paraná. Acta Sci. Human Soc. Sci., Maringá, v. 30, n. 1, p. 35-44, 2008

LOPES, C. S. A violência no espaço escolar e a relação professor-aluno. UEM, Maringá. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Maringá, 2001.

LOPES C. S.; GASPARIN, J. L. Violência e conflitos na escola: desafios à prática docente. Acta Sci. Human Soc. Sci.,Maringá, v. 25, n. 2, p. 295-304, 2003.

PEREIRA, A. C. S; WILLIAMS, L. C. A. Reflexões sobre o conceito de violência escolar e a busca por uma definição abrangente. Laboratório de Análise e Prevenção da Violência: Temas em Psicologia - 2010 Vol. 18, no 1, 45 – 55 - Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), 2010.

PEREIRA, B. O., Para uma escola sem violência – estudo e prevenção das práticas agressivas entre crianças. Lisboa: Dinalivro, 2002.

PRIOTTO, E. P; BONETI, L. W. Violência Escolar: na escola, da escola e contra a escola. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 9, n. 26, p. 161-179, jan./abr. 2009.

SCHILLING, F. A sociedade da insegurança e a violência na escola. São Paulo: Moderna, 2004.

SILVA, J. M. A. P; SALLES, L. M. F. Jovens, violência e escola: um desafio contemporâneo. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

SILVA, R. C. S. Violência contra o professor: efeitos devastadores. 2010. Encontro de Formação de Professores da Universidade Trindade.

SOARES, M. B. Representações sociais de violência contra professores na escola. 2013. 179 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Pernambuco: UFPE, 2013.

SOARES, M. B; MACHADO, L. B. Violência contra o professor nas representações sociais de docentes. Revista Perspectiva, Florianópolis, v. 32, n. 1, 333-354, jan./abr. 2014.

SOARES, M. B; MACHADO, L. B. Violência contra o Professor: sentidos compartilhados e práticas Docentes frente ao fenômeno. 36ª Reunião Nacional da ANPEd. Goiânia-GO.

SODRÉ, C. M. O. Violência no espaço escolar. Revista Eventos Pedagógicos, v.3, n.2, p. 315 - 327, Maio - Jul.2012.

TEIXEIRA, M. C. S; PORTO, M. R. S. Imaginário do medo e cultura da violência na escola. Niterói: Intertexto, 2004.

Publicado
2021-02-01
Como Citar
FERNANDES, P. H. C.; PRADO, P. A. A. VIOLÊNCIA CONTRA O DOCENTE EM UMA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL DA PEQUENA CIDADE DE LEÓPOLIS, NORTE DO PARANÁ. Revista Tocantinense de Geografia, v. 10, n. 20, p. 46-64, 1 fev. 2021.