PRODUÇÃO E ANÁLISES DE COMBUSTIVEIS SÓLIDOS ALTERNATIVOS OBTIDOS A PARTIR DE RESIDUOS AGROINDUSTRIAIS

  • Douglas Henrique Pereira Universidade Federal do Tocantins
  • Carlos Guilherme Lopes Grotto Universidade Federal do Tocantins

Resumo

A utilização de carvão vegetal e/ou lenha ainda é acentuado. Isso ocorre porque o mesmo apresenta alto poder calorífico e fácil combustão, características ideias para a utilização em industrias. Entretanto devido a poluição que o mesmo apresenta seu uso torna-se questionável, contribuindo para o aumento de problemas ambientais e de saúde pública. Assim, surge à necessidade de se obter novas fontes de calor com características semelhantes, visto que o desuso de carvão vegetal/lenha é inviável. A partir disso o presente trabalho teve como objetivo desenvolver e analisar combustíveis sólidos alternativos produzidos a partir de biomassa residual da agroindústria. Produziu-se dois combustíveis sólidos utilizando resíduos agroindustriais (Bagaço de cana-de-açúcar e casca de arroz) agregados à argila e fécula de mandioca, na proporção mássica de 10-5-1 respectivamente. Foram realizados testes comparativos de poder calorífico indireto, densidade, umidade e resistência térmica. Através das análises realizadas observou-se que os combustíveis possuem características físico-químicas semelhantes à do carvão vegetal podendo assim serem empregados como uma alternativa energética.

Palavras-chave: Resíduos; Energia; Alternativa.

Biografia do Autor

Douglas Henrique Pereira, Universidade Federal do Tocantins
Departamento de Ciências Exatas e Biotecnológicas, Universidade Federal do Tocantins, Campus de Gurupi, 77410-530, Gurupi – Tocantins, Brasi

Referências

BORGES, A. C. P. et al. Energias renováveis: Uma contextualização da biomassa como fonte de energia. Ede-revista eletrônica do prodema, v. 10, n. 2, 2017.

BRITO, J., O. Reflexões sobre a qualidade do carvão vegetal para uso siderúrgico, 1993. Disponível em < http://www.ipef.br/PUBLICACOES/ctecnica/nr181.pdf >. Acesso em 18 de outubro de 2017.

CAMPOS, A., F.; DE GALIZA, J., J., M. Regulação de resíduos sólidos urbanos para geração de energia a partir do biogás: estudo de viabilidades em regiões da grande Vitória/Es. Revista Augustus, v. 20, n. 40, p. 56-69, 2016.

CARPIO, R. C; et al. Critérios de avaliação termodinâmica para sistemas de cogeração em usinas de açúcar. In: Anais do XV Congresso Brasileiro de Engenharia Mecânica (em CD-ROM), Águas de Lindóia-SP, 10p. 1999.

CÉSAR, J.; PAOLI, M. A.; ANDRADE, J. C. A. Determinação da densidade de sólidos e líquidos. CHEMKEY, Liberdade para aprender, v. 4, n. 16, p. 16-22, 2004.

COSTA, P., R.., de O; DUARTE. A Utilização da Biomassa da Cana-de-Açúcar como fonte de energia renovável aplicada no setor sucroalcooleiro. Revista de Administração da UNIFATEA, v. 3, n. 3, p. p. 81-96, 2011.

DA SILVA, J., W., F.; CARNEIRO, R., A., F.; LOPES, J., M., L., M. Da Biomassa Residual Ao Briquete: Viabilidade Técnica Para Produção De Briquetes Na Microrregião De Dourados-Ms. Revista Brasileira de Energias Renováveis, v. 6, n. 4, 2017.

DA SILVA, M. B; DOS SANTOS, A. M. Avaliação energética do bagaço de cana em diferentes níveis de umidade e graus de compactação. XXVIII Encontro Nacional de
Engenharia de Produção, Rio de Janeiro, p. 1-11, 2008.

FILHO, W., B., N.; FRANCO, C., R. Avaliação do Potencial dos Resíduos Produzidos Através do Processamento Agroindustrial no Brasil. Revista Virtual de Química, v. 7, n. 6, p. 1968-1987, 2015.

FREITAS, M. et al. Produção de lipase a partir de Candida rugosa NRRL Y-95 utilizando meio de cultura contendo resíduos agroindustriais. In: COBEQ 2016-XXI Congresso Brasileiro de Engenharia Química (Anais do Congresso Brasileiro de Engenharia Química) p. 1-8. Associação Brasileira de Engenharia Química (ABEQ), 2016.

HANSTED, A. L. S. et al. Caracterização físico-química da biomassa de Leucaena leucocephala para produção de combustível sólido. Revista Virtual de Química, v. 8, n. 5, 2016.

HONORATO, A., C., et al. Biossorção de azul de metileno utilizando resíduos agroindustriais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 19, n. 7, p. 705-710, 2015.
MENGEL, K; KIRKBY, E. A. Principles of plant nutrition. Kluwer Academic Publishers. p.849, 2001.

NEVES, T. A. et al. Avaliação de clones de Eucalyptus em diferentes locais visando à produção de carvão vegetal. Pesquisa Florestal Brasileira, v. 31, n. 68, p. 319, 2011.

QUIRINO, W., F. et al. Poder calorífico da madeira e de materiais ligno-celulósicos. Revista da Madeira, v. 89, n. 100, p. e106, 2005.

ROSA, M. F. et al. Valorização de resíduos da agroindústria. II Simpósio internacional sobre gerenciamento de resíduos agropecuários e agroindustriais–II SIGERA, v. 15, 2011.

TAVARES, S. R. L.; SANTOS, T. E. Uso de diferentes fontes de biomassa vegetal para produção de biocombustíveis sólidos. Holos, v. 5, 2013.

TOLMASQUIM, M. T. Perspectivas e planejamento do setor energético no Brasil. Estudos Avançados. São Paulo, v. 26, n. 74, p. 247-260, jan. 2012

VIANA, L. G.; CRUZ, P. S. Reaproveitamento de resíduos agroindustriais. In: IV Congresso Baiana de Engenharia Sanitária e Ambiental p. 1-3, 2016.
Publicado
2018-10-31
Como Citar
Pereira, D., & Grotto, C. G. (2018). PRODUÇÃO E ANÁLISES DE COMBUSTIVEIS SÓLIDOS ALTERNATIVOS OBTIDOS A PARTIR DE RESIDUOS AGROINDUSTRIAIS. DESAFIOS - Revista Interdisciplinar Da Universidade Federal Do Tocantins, 5(Especial), 196-203. https://doi.org/10.20873/uft.2359-3652.2018v5nEspecialp196