Mecanismo de gestão na instituição escolar

Palavras-chave: Cultura. Mudanças. Organização. Processo. Gestão.

Resumo

A gestão organizacional de uma instituição escolar é o eixo de articulação responsável pelo desencadeamento de toda a estrutura organizacional da escola. A maneira com que ela se caracteriza identifica. Essa pesquisa teve como objetivo apresentar uma visão mais integrada sobre cultura, estrutura e organização escolar. Com isso, perceberam-se as grandes atribuições e mudanças que agregam à gestão pensando a partir desse perfil e do seu contexto social. Os referenciais teóricos tiveram uma grande abrangência no tocante da gestão como um todo, as concepções que emergiram e continuam emergindo dentro do contexto histórico, o confronto entre os diferentes perfis e as pessoas envolvidas na escola e com a cultura escolar, sendo que o alvo dessa gestão, é flexibilidade, exercício da autonomia, inovações, o compartilhar, a participação e adesão ao trabalho coletivo, considerando essa variáveis dentre outros como molas que sustentam  e garantem o exercício da gestão democrática. Com isso chega-se a conclusão de que a gestão participativa tem uma grande responsabilidade em ser um diferencial na educação, por ser caracterizar uma escola em contínua transformação, onde as mudanças são processuais, decorrente de várias competências que caracterizam a gestão. Não podendo esquecer que paralelo a essa gestão, se faz também presente as diversas tendências e estudos relacionados à gestão, caracterizados pela cultura escolar e pela diversidade de conhecimento, valores, crença e experiências.

Palavra-chave: Cultura. Mudanças. Organização. Processo. Gestão.

ABSTRACT

The organizational management of an academic institution is the articulation axis responsible for the development of every school organizational structure. The way that it is characterized identifies the school. This research has the objective to introduce a more integrated vision about culture, structure and school organization. Thus, it is perceptible the great attributions and changes that add to the management thinking about it from that profile and its social context. The theoretical framework had a wide scope in terms of the management as a whole, the conceptions that emerged and continue to emerge within the historical context, the confrontation between the different profiles and the people involved in school and with the school culture, since the target of this management, is flexibility, exercise of independence, innovations, the sharing, the participation and the adhesion to the aggregate work, considering these variables among others as springs that sustain and assure the exercise of the democratic management. Therefore, it comes to conclusion that a management with communication has a great responsibility of being a differential in education, for its characterization as a school with continuing transformation, where the changes are procedural, due to various   competences that describe the management. Without forgetting that along with this management, there is also the presence of several tendencies and studies related to the management, characterized by the school culture and the diversity of knowledge, values, beliefs and experiences

Keywords: Culture. Changes. Organization. Procedure. Management. 

Referências

AGUIAR, Márcia Ângela da S. Gestão da educação: impasses, perspectivas e compromisso. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2004.

ALARCÃO, Isabel (org.) Escola Reflexiva e nova racionalidade. Porto Alegre: Artmed, 2001.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF, 5 out. 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 7 nov. 2015.

______. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 20 dez. 1996. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htmhtm>. Acesso em: 7 nov. 2015.

CARNEIRO, Moacir Alves. LDB fácil: leitura crítico- compreensiva: artigo a artigo. 14. ed. Petrópolis (RJ): Vozes, 2007.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

FERREIRA, Naura Syria Carapeto (org.) Gestão da educação: impasses, perspectivas e compromissos. São Paulo: Cortez, 2006.

GENTILINI, João Augusto. Comunicação, cultura e gestão educacional. Caderno Cedes, Campinas, v. 21, n.54, ago. 2001. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2015.

LAKATOS, Eva Maria, MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos da metodologia científica. São Paulo: Atlas, 1985.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e Gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Ed. Alternativa, 2004.

LÜCK, Heloisa. A gestão participativa da escola. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004. (Série, cadernos de gestão).

LÜCK, Heloisa. A escola participativa: o trabalho do gestor escolar. Petrópolis (RJ): Vozes, 2007.

______. A gestão participativa da escola. Petrópolis (RJ): Vozes, 2006. (Série: cadernos de gestão).

MINTZBERG, H. Criando organizações eficazes. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

MOTTA, Fernando C. Prestes. Teoria das organizações: evolução e critica. 2. ed. São Paulo. Pioneira Thomson Learning, 2001.

NASCIMENTO, Alberto Fernando Monteiro do; LASSANCE Robert. Avaliação de programas, projetos e atividades universitárias: referenciando a prática. Brasília (DF): Universa, 2000.

PARO, Vitor Henrique. Administração escolar. São Paulo: Cortez, 2002.

REVISTA HEALTHERS, ed.15, set. 2015. Disponível em: <http://issu.com/revistahealtchers/docs>. Acesso em: 15 nov. 2015.

SANTOS, Clóvis Roberto dos. O gestor educacional de uma escola em mudança. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002.

SILVA, Narbal; ZANELLI, José Carlos. Cultura organizacional. Porto Alegre: Artmed, 2006.

Publicado
2016-05-31
Como Citar
Mecanismo de gestão na instituição escolar. (2016). DESAFIOS - Revista Interdisciplinar Da Universidade Federal Do Tocantins, 2(2), 85-99. https://doi.org/10.20873/uft.2359-3652.2016v2n2p85
Seção
Artigos