HIPERFOSFATASEMIA TRANSITÓRIA BENIGNA DA INFÂNCIA

UM RELATO DE CASO

  • Ingrid Lima Albuquerque UFMA

Resumo

A hiperfosfatasemia transitória benigna da infância (HTBI) é uma condição autolimitada, definida como a elevação sérica temporária de fosfatase alcalina (FA) sem evidência de patologias óssea ou hepática. A detecção geralmente é acidental. Sua prevalência é de difícil de estimativa, uma vez que corresponde a um achado incidental em exames laboratoriais. Em crianças entre 6 meses e 5 anos de idade, as taxas de elevações acentuadas da FA foram relatadas de 2% a 6%, mas raramente ocorre em adultos. Não há consenso na literatura sobre a predominância de determinado sexo são divergentes. Na suspeita de HTBI, é indicado acompanhamento clínico do paciente com avaliação de FA por semanas ou meses.

Palavras chave: hiperfosfatasemia, infância, fosfatase alcalina

Publicado
2020-02-07

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)