ESTRUTURA DA REPRESENTAÇÃO SOCIAL DAS FRATURAS DE MEMBROS INFERIORES EM INDIVÍDUOS HOSPITALIZADOS

  • MARILIA DE ANDRADE FONSECA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA
  • Amanda Gilvani Cordeiro Matias
  • Washington da Silva Santos
  • Marcos Almeida Matos

Resumo

Delinear a estrutura da representação social das fraturas de membros inferiores em indivíduos hospitalizados. Estudo qualitativo, com sessenta e seis indivíduos internados por acidentes por causas externas e com fratura em membros inferiores há mais de vinte 24 horas. Para as variáveis sociodemográficas e clínicas utilizou-se análise descritiva.  O teste projetivo de evocação livre de palavras foi empregado para conhecer as características qualitativas dos elementos centrais e periféricos da representação social.  Os elementos centrais foram incapacidade para o trabalho, ter mais cuidado no trânsito e tristeza. Entre os elementos periféricos, dificuldade e dependência financeira. Emergiram evocações pouco debatidas na literatura. A fratura em membros inferiores não confere uma letalidade observável. Porém, reflete negativamente nos aspectos biopsicossociais e qualidade de vida dos indivíduos.

Palavras-chaves: Saúde do adulto; hospitalização; causas externas.

Publicado
2018-04-16