RECEPÇÃO JORNALÍSTICA: relações e perspectivas

Palavras-chave: Jornalismo; Recepção; Pesquisa; Avanços; Desafios.

Resumo

O artigo elucida o desenvolvimento de questões a partir da mobilização de características relacionadas à recepção, por um lado, e ao jornalismo, por outra parte. Discute configurações que se desenvolvem desde algumas décadas atrás e que apresentam reflexos na atualidade. Traz o apoio de pesquisas e levantamentos que apontam algumas fragilidades evidenciadas a partir de trabalhos que investigam a recepção jornalística, assim como o vislumbre de possibilidades de avanço.

 

PALAVRAS-CHAVE: Jornalismo; Recepção; Pesquisa; Avanços; Desafios.

 

 

ABSTRACT

The article elucidating the development of issues that are specific to each of the research areas and from the mobilization of characteristics related to reception, on the one hand, and to journalism, on the other, it discusses configurations that have developed since a few decades ago and that have reflections nowadays. It brings the support of researches and surveys that point out some weaknesses evidenced from works that investigate journalistic reception, as well as the glimpse of possibilities of advancement.

 

KEYWORDS:Journalism; Reception; Research.

 

 

RESUMEN

El artículo relaciona el análisis del desarrollo de cuestiones que son propias de cada una de las áreas de investigación y de la movilización de características relacionadas a la recepción, por un lado, y al periodismo, por otro, discute configuraciones que se desarrollan desde hace algunas décadas y que presentan reflejos en la actualidad. Trae el apoyo de investigaciones y levantamientos que apuntan algunas fragilidades evidenciadas a partir de trabajos que investigan la recepción periodística, así como el vislumbre de posibilidades de avance.

 

PALABRAS-CLAVE: Periodismo; Recepción; Investigación.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Graziela Soares Bianchi, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora em Ciências da Comunicação. Mestre em Ciências da Comunicação. Graduada em Jornalismo. Professora e pesquisadora no Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). E-mail: grazielabianchi@yahoo.com.br.

Referências

BRUNS, Axel. Gatekeeping, Gatewatching. Realimentação em tempo real: novos desafios para o Jornalismo. p. 119- 140. BRAZILIAN JOURNALISM RESEARCH - Volume 7 - Número 1 – 2011. Disponível em: http://bjr.sbpjor.org.br/bjr/article/view/342/315

JACKS, Nilda; MENEZES, Daiane; PIEDRAS, Elisa. Meios e audiências: a emergência dos estudos de recepção no Brasil. Porto Alegre: Sulina, 2008.

JACKS, Nilda. Meios e audiências II: a consolidação dos estudos de recepção no Brasil. Porto Alegre: Sulina, 2014.

JOHN, Valquíria Michela; CAMINADA, Thiago Amorim; COSTA, Felipe da. As audiências interessam à pesquisa em jornalismo? IN: JACKS, Nilda; PIEDRAS, Elisa; PIENIZ; Mônica, JOHN, Valquíria. Meios e Audiências III- reconfiguração dos estudos de recepção e consumo no Brasil. Porto Alegre: Sulina, 2017.

MACHADO, Elias. Dos estudos sobre jornalismo às teorias do jornalismo: três pressupostos para a consolidação do jornalismo como campo de conhecimento. Revista E-Compós. Volume 1- 2004. Disponível em: http://compos.org.br/seer/index.php/e-compos/article/view/2/4

TUCHMAN, Gaye. La producción de la noticia. Estudio sobre la construcción de la realidad. Barcelona. Editorial Gustavo Gilli, 1983.

Publicado
2019-05-01
Como Citar
BIANCHI, G. RECEPÇÃO JORNALÍSTICA: relações e perspectivas. Revista Observatório, v. 5, n. 3, p. 317-334, 1 maio 2019.