80 ANOS NA SALA DE REDAÇÃO: Lois e Clark e o estereótipo do Jornalista

  • Junno Sena Maia Universidade Veiga de Almeida
  • Maristela Fittipaldi Vianna da Silva Universidade Veiga de Almeida
Palavras-chave: Superman, Lois Lane, Jornalismo, Comics, Quadrinhos, Representação, Sociedade

Resumo

Desde o seu nascimento, o cinema tem criado um sem número de produções ficcionais e biográficas com o personagem do jornalista no centro das narrativas. Uma das representações mais populares é o Superman e ao seu lado, Lois Lane. Com as mesmas particularidades do estereótipo do jornalista já conhecido, esses personagens influenciam o ideário popular. A presente pesquisa procurou analisar, ambos e a criação dessa persona e como isso afeta a sociedade. Tal pesquisa permitiu chegar à conclusão de que produções assim, acima de simples entretenimento, servem para conscientizar o público, elevar o debate e trazer um senso crítico a profissão do jornalista.

 

PALAVRAS-CHAVE: Superman; Lois Lane; jornalismo; cinema; TV; séries; quadrinhos; notícia; crítica.

 

ABSTRACT

Since his birth, cinema has created countless fictional and biographical productions with the character of the journalist at the center of the narratives. One of the most popular representations is Superman and on his side, Lois Lane. With the same particularities of the stereotype of the known journalist, these characters influence the popular ideology. The present research sought to analyze both the creation of this persona and how it affects society. Such research has led to the conclusion that such productions, above simple entertainment, serve to raise public awareness, raise debate and bring a critical sense to the journalist's profession.

 

KEYWORDS: Superman; Lois Lane; journalism; movie theater; TV; Series; fiction; news; critical.

 

 

RESUMEN

Desde su inicio, el cine ha creado innumerables producciones ficticias y biográficas con el personaje del periodista en el centro de las narraciones. Una de las representaciones más populares es Superman y, a su lado, Lois Lane. Con las mismas particularidades del conocido estereotipo del periodista, estos personajes influyen en las ideas populares. La presente investigación buscó analizar tanto la creación de esta persona como cómo afecta a la sociedad. Esta investigación llevó a la conclusión de que tales producciones, por encima del mero entretenimiento, sirven para aumentar la conciencia pública, generar debate y aportar un sentido crítico a la profesión del periodista.

 

PALABRAS CLAVE: Superman; Lois Lane; periodismo cine TV serie; historietas noticias crítico.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maristela Fittipaldi Vianna da Silva, Universidade Veiga de Almeida

Doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004), instituição na qual também realizou Mestrado em Comunicação e Cultura (1998) e Bacharelado em Comunicação Social - Jornalismo (1988). É professora titular da Universidade Veiga de Almeida. 

Referências

BERGER, Christa (Org). Jornalismo no Cinema. Porto Alegre: UFRGS, 2002.

CHRISTOFOLETTI, Rogério. Ética no Jornalismo. São Paulo: Contexto, 2008.

FERREIRA, Ricardo Alexino. Do discurso frankfurtiano ao do newsmaking: a construção simbólica do jornalismo no cinema. In: GOULART, Jeferson O. (org.) Mídia e democracia. São Paulo: Annablume, 2006, p. 139-148.

HOHLFELDT, Antonio; MARTINO, Luiz C.; FRANÇA, Vera Veiga (Orgs.). Teoria da Comunicação: Conceitos, Escolas e Tendências. Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

TRAVANCAS, Isabel. Jornalista como personagem de cinema. Mato Grosso do Sul: INTERCOM, 2001.

RODRIGUES, Eli. Uma lição de Umberto Eco sobre os mitos modernos. São Paulo. UNESP, 2016.

KARAM, Francisco José. Jornalismo, Ética e Liberdade. São Paulo: Summus, 2004.

SENRA, Stella. O Último Jornalista: Imagens de cinema. São Paulo: Estação Liberdade, 1997.

Publicado
2019-10-01
Como Citar
MAIA, J. S.; SILVA, M. F. V. DA. 80 ANOS NA SALA DE REDAÇÃO: Lois e Clark e o estereótipo do Jornalista. Revista Observatório, v. 5, n. 6, p. 328-351, 1 out. 2019.