CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE NA FUMICULTURA BRASILEIRA:

UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURA

  • Tamara Borox Guimarães Universidade Estadual do Centro Oeste
  • Flavia Massuga
  • Jaqueline Machado Soares
  • Erivelton Fontana de Laat
Palavras-chave: Fumicultores, Condições de Trabalho, Saúde ocupacional, Precarização

Resumo

Considerando a produção de tabaco como uma cultura ainda predominante no cenário brasileiro, este estudo buscou compreender as condições de trabalho sob as quais a fumicultura é desenvolvida e a repercussão das dificuldades e da precarização na saúde dos trabalhadores. Trata-se de uma revisão sistemática de literatura, realizada por meio do levantamento de artigos nas bases de dados Portal de Periódicos da Capes, Scientific Electronic Library Online (Scielo) e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs). Os resultados apontaram 18 artigos que satisfizeram os objetivos da pesquisa. Foram evidenciados os riscos ocupacionais aos quais os fumicultores estão expostos e as formas de adoecimento, sendo as mais recorrentes a Doença da Folha Verde do Tabaco, doenças respiratórias, musculoesqueléticas e intoxicação por agrotóxicos. Um problema agravante é a resistência dos produtores e o uso inadequado de Equipamentos de Proteção Individual. Os estudos também apontaram a relação entre a atividade e o consumo de drogas lícitas como o cigarro e o álcool, sendo estes possíveis agravantes da saúde dos trabalhadores. Além disso, ficou evidenciada a relação de exploração em que se encontram os agricultores, visto que estão sujeitos às determinações das empresas fumageiras.

Referências

Associação dos Fumicultores do Brasil [AFUBRA] (2020). Fumicultura. Retirado em julho, 2, 2020 de https://afubra.com.br/home.html.

Agostinetto, D. Puchalki, L.E.A. Azevedo, R. Storch, G. Bezerra, A.J.A. Grützmacher, A.. (1998). Utilização de equipamentos de proteção individual e intoxicações por agrotóxico entre fumicultores do município de Pelotas-RS. Pesticidas: Revista de Ecotoxicologia e Meio Ambiente, 8(1), 45-56. http://dx.doi.org/10.5380/pes.v8i0.39515

Calheiros, P. R. V., Oliveira, M. S., & Andretta, I. (2006). Comorbidades psiquiátricas no tabagismo. Aletheia, 23, 65-74. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-03942006000200007&lng=pt&tlng=pt

Cargnin, M. C. S., Echer, I. C., Ottobelli, C., Cezar-Vaz, M. R., & Mantovani, V. M. (2015). Prevalência e fatores associados ao tabagismo entre fumicultores na região Sul do Brasil. Revista Brasileira de Enfermagem, 68(4), 603-308. https://doi.org/10.1590/0034-7167.2015680405i.

Cargnin, M. C. S., Teixeira, C. C., Mantovani, V. M., Lucena, A. F., & Echer, I. C. (2016). Cultura do tabaco versus saúde dos fumicultores. Texto e Contexto Enfermagem, 25(2), 1-9. https://doi.org/10.1590/0104-07072016002940014

Cargnin, M. C. S., Echer, I. C., & Silva, D. R. (2017). Fumicultura: uso de equipamento de proteção individual e intoxicação por agrotóxico. Revista Online de Pesquisa - Cuidado é Fundamental, 9(2), 466-472. http://hdl.handle.net/10183/163420

Castro, L. S. P., & Monteiro, J. K. (2015). Fumicultores advertem: a causa do seu sofrimento é a exploração no trabalho. Psicologia e Sociedade, 27, 87-97. https://doi.org/10.1590/1807-03102015v27n1p087

Castro, L. S. P., & Monteiro, J. K. (2016). Saúde no trabalho de fumicultores do RS: não adoece somente quem fuma, mas também quem planta. Psicologia em revista, 22(3), 790-813. http://dx.doi.org/DOI-10.5752/P.1678-9523.2016V22N3P790

Cerqueira, T. P. S., Paluch, L. R. B., Jacobi, C. C. B., Teles, A. L. B., & Vila Nova, M. Z. (2016). Cultivo do tabaco no Recôncavo Baiano: perfil sociodemográfico e condições de saúde dos trabalhadores. Mundo Saúde, 40(2), 239-248. DOI: 10.15343/0104-7809.20164002239248

Chaieb, J. A., & Castellarin, C. (1998). Associação Tabagismo-Alcoolismo: introdução às grandes dependências humanas. Revista de Saúde Pública, 32(3), 246-254. https://doi.org/10.1590/S0034-89101998000300007

Costa, J. S. D. et al. (2004). Consumo abusivo de álcool e fatores associados: estudo de base populacional. Revista de Saúde Pública, 38(2), 284-291. https://doi.org/10.1590/S0034-89102004000200019

Dejours, C. (1992). A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. São Paulo: Cortez Oboré.

Dutra, E. J., & Hilsinger, R. (2013). A Cadeia produtiva do tabaco na região Sul do Brasil: aspectos quantitativos e qualitativos. Geografia Ensino & Pesquisa, 17(3), 17-33. DOI: 10.5902/2236499412490

Faria, N. M. X., Rosa, J. A. R., & Facchini, L. A. (2009). Intoxicações por agrotóxicos entre trabalhadores rurais de fruticultura, Bento Gonçalves, RS. Revista de Saúde Pública, 43(2), 335-344. https://doi.org/10.1590/S0034-89102009005000014.

França, D. M. V. R.; et al. (2020). Estudo da perda auditiva e a sua relação com o trabalho em fumicultores expostos a agrotóxicos. Revista Cefac, 22(3), 1-10.

Fávero, J. L., Meucci, R. D., Faria, N. M. X., Fiori, N. S., & Fassa, A. G. (2018). Consumo de bebida alcoólica entre fumicultores: prevalência e fatores associados. Ciência e Saúde Coletiva, 23(3), 871-882. DOI: 10.1590/1413-81232018233.13102016

~

Fiori, N. S., Faria, N. M. X., Meucci, R. D., & Fassa, A. G. (2016). Prevalência e fatores associados ao tabagismo em fumicultores do Sul do Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 32(7), 1-9. https://doi.org/10.1590/0102-311X00123115

Gomes, R., Nascimento, E. F., & Araújo, F. C. (2007). Por que os homens buscam menos os serviços de saúde do que as mulheres?: As explicações de homens com baixa escolaridade e homens com ensino superior. Cadernos de Saúde Pública, 23(3), 565-574. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2007000300015.

Kingsolver A. E. (2007). Farmers and farmworkers: two centu¬ries of strategic alterity in kentucky’s tobacco fields. Critique of Anthropology, 27, 88-102. https://doi.org/10.1177/0308275X07073820

Kraiczek, T, & Antoneli, V. (2012). O avanço do cultivo do tabaco no município de Prudentópolis-PR: estudo de caso da década de 2000. Revista Percurso, 4(2), 59-77.

Martins, V. A., Rener, J. D. P., Corbelini, V. A., Pappen, M, & Krug, S. B. F. (2016). Doença da Folha Verde do Tabaco no período da classificação do tabaco: perfil sociodemográfico e ocupacional de fumicultores de um município do interior do Rio Grande do Sul. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, 6(4), 206-210. DOI 10.17058/reci.v6i4.8198

Meucci, R. D. Fassa, A.G. Faria, N.M.X. Fiori, N.S. Miranda, V.I. Resende, D. (2014). Limitação no trabalho por dor lombar em fumicultores do sul do Brasil. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 129(39), 6-16. https://doi.org/10.1590/0303-7657000079113

Murakami, Y., Pinto, N. F., Albuquerque, G. S. C., Perna, P. O., & Lacerda, A. (2017) Intoxicação crônica por agrotóxicos em fumicultores. Saúde Debate, 42(113), 563-576. http://dx.doi.org/10.1590/0103-1104201711317

Otañes, M. G., Mamudu, H. M., & Glantz, S. A. (2009). Tobacco companies’ use of developing countries’ economic reliance on tobacco to lobby against global tobacco control: the case of Malawi. Health Policy and Ethics, 99(10), 1760-1771. doi: 10.2105/AJPH.2008.146217

Pereira, J. C. (2016). Alcoolismo e tabagismo no trabalho. In: Pereira, J. C. Psicologia do Trabalho. E-tec Brasil, 205-221.

Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-analyses [PRISMA]. (2009). Checklist e fluxograma para revisões sistemáticas. Retirado em junho, 27, 2020 de http://www.prisma-statement.org

Reis, M. M. Oliveira, A.P.N. Turci, S.R.B. Dantas, R.M. Silva, V.S.P. Gross, C. Jensen, T. Silva. V. L.C. (2017). Conhecimentos, atitudes e práticas de agricultoras sobre o processo de produção de tabaco em um município da Região Sul do Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 33(3), 148-161. doi: 10.1590/0102-311X00080516

Riquinho, D. L., & Hennington, E. A. (2014). Aderir ou resistir ao cultivo do tabaco? Histórias de trabalhadores rurais de localidade produtora no Sul do Brasil. Ciências e Saúde Coletiva, 19(10), 3981-3990. https://doi.org/10.1590/1413-812320141910.08792014

Riquinho, D. L., & Hennington, E. A. (2014a). Cultivo do tabaco no sul do Brasil: doença da folha verde e outros agravos à saúde. Ciência e Saúde Coletiva, 19(12), 4797-4808. https://doi.org/10.1590/1413-812320141912.19372013

Riquinho, D. L., & Hennington, E. A. (2016). Sistema integrado de produção do tabaco: saúde, trabalho e condições de vida de trabalhadores rurais no Sul do Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 32(12), 1-10. doi: 10.1590/0102-311X00072415

Rocha, L. P., Cezar-Vaz; M. R., Almeida, M. C. V., Piexak, D. R., & Bonow, C. A. (2014) Associação entre a carga de trabalho agrícola e as dores relacionadas. Acta Paulista de Enfermagem, 27(4), 333-339. https://doi.org/10.1590/1982-0194201400056

Santos, A. C. M. Moreira, J.S. Farias, M.B.N. Dias, R.B.F. Farias, K.F. (2017). Perfil dos registros clínicos em prontuários de fumicultores em Alagoas. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, 15(4), 310-316. DOI: 10.5327/Z1679443520170045

Silva, L. X, & Waquil, P. D. (2002). Análise do complexo agroindustrial fumageiro sul-brasileiro sob o enfoque da economia dos custos de transação. Tese (Doutorado) - Curso de Economia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Silva, J. B. Xavier, D.S. Barboza, M. C. N. Amestoy, S.C. Trindade, L.L., & Silva, J.R.S (2013). Fumicultores da zona rural de Pelotas (RS), no Brasil: exposição ocupacional e a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI). Saúde em Debate, 37(97), 347-353. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-11042013000200016&lng=en&tlng=pt.

Silva, M. R., Ferretti, F., & Lutinski, J. A. (2017). Dor lombar, flexibilidade muscular e relação com o nível de atividade física de trabalhadores rurais. Saúde em Debate, 112(41), 183-194. https://doi.org/10.1590/0103-1104201711215

Silveira, R. L. L. (2015). A cultura do tabaco na Região Sul do Brasil: dinâmica de produção, organização espacial e características socioeconômicas. Geografia Ensino & Pesquisa, 19(2), 23-40. DOI: 10.5902/2236499413087

Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco [SINDITABACO]. (2020). Sobre o setor. Retirado em julho, 2, 2020 de http://www.sinditabaco.com.br/

Thetkathuek, A., Meepradit, P., & Sa-Ngiamsak, T. (2018). A Cross-sectional study of musculoskeletal symptoms and risk factors in cambodian fruit farm workers in Eastern Region, Thailand. Safety and Health at Work, 9(2), 192-202. https://doi.org/10.1016/j.shaw.2017.06.009

Zago, A. M. Meucci, R. D. Fiori, N. Carret, M.L.V. Faria, N.M.X & Fassa, A.G. (2018). Prevalência e fatores associados à acidente de trabalho em fumicultores do município de São Lourenço do Sul, RS, Brasil. Ciência e Saúde Coletiva, 23(5), 1353-1362. https://doi.org/10.1590/1413-81232018235.13172016

Zajonz, B. T., Villwock, A. P. S., & Silveira, V. (2017) A fumicultura brasileira e as políticas públicas associadas ao Programa Nacional de Diversificação em Áreas Cultivadas com Tabaco. Nera, 37(20), 278-293. ISSN: 1806-6755

Publicado
2021-04-06
Seção
Artigo de Revisão de Literatura