RUAS DE MILITARES EM VILHENA-RO: HISTÓRIA E COMPOSIÇÃO DO ESPAÇO URBANO

  • Allysson Viana Martins Universidade Federal de Rondônia
  • Maria Victória Silva Universidade Federal de Rondônia
Palavras-chave: História, ruas, vilhena, militar

Resumo

Nascida no período da ditadura militar, a cidade de Vilhena tem suas histórias e memórias visíveis na constituição de espaços públicos locais. O município possui atualmente uma escola cujo nome faz referência aos ditadores militares, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Castelo Branco, além de 9 ruas e 6 avenidas que homenageiam militares de diferentes épocas. Aqui, discutimos os conceitos de história, lugares de história e espaço urbano. Este trabalho visa a investigar, a partir da cartografia da cidade, os resquícios históricos de sua ocupação na construção dos espaços públicos.

 

PALAVRAS-CHAVE: História; Ruas; Militares; Vilhena; Rondônia.

 

           

ABSTRACT

Born in the period of the military dictatorship, the city of Vilhena has its stories and memories visible in the constitution of local public spaces. The municipality currently has a school whose name refers to military dictators, the Castelo Branco Municipal Elementary School, as well as 9 streets and 6 avenues that honor military personnel from different eras. Here we discuss the concepts of history, places of history and urban space. This work aims to investigate, from the city's cartography, the historical remains of its occupation in the construction of public spaces.

 

KEYWORDS: History; Streets; Military; Vilhena; Rondonia.

 

RESUMEN

Nacida en el período de la dictadura militar, la ciudad de Vilhena tiene sus historias y recuerdos visibles en la constitución de los espacios públicos locales. El municipio actualmente tiene una escuela cuyo nombre se refiere a dictadores militares, la Escuela Primaria Municipal Castelo Branco, así como 9 calles y 6 avenidas que honran al personal militar de diferentes épocas. Aquí discutimos los conceptos de historia, lugares de historia y espacio urbano. Este trabajo tiene como objetivo investigar, desde la cartografía de la ciudad, los restos históricos de su ocupación en la construcción de espacios públicos.

 

PALABRAS CLAVE: historia; Calles Personal militar; Vilhena Rondonia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allysson Viana Martins, Universidade Federal de Rondônia

Professor do curso de Jornalismo e coordenador do COMtatos – Grupo de Pesquisa em Espaços e Temporalidades Comunicacionais da Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). E-mail: allyssonviana@unir.br.

Maria Victória Silva, Universidade Federal de Rondônia

Jornalista. Graduada no curso de Jornalismo da Universidade Federal de Rondônia (UNIR). E-mail: mariavictoria_fs@hotmail.com.

Referências

ALDERMAN, Derek. Street Names as Memorial Arenas: The Reputational Politics of Commemorating Martin Luther King Jr. in a Georgia County. Historical Geography, v. 30, 2002, p. 99-120.

BECKER, Bertha. Amazônia. São Paulo: Editora Ática, 1991.

COLFERAI, Sandro. Imigração e identidade cultural: a representação de uma identidade preferencial no interior de Rondônia. Labirinto, Porto Velho, ano X, nº 13, 2010, p. 102-119.

DIAS, Reginaldo. Sentidos políticos da toponímia urbana: ruas com nomes de mortos e desaparecidos políticos da ditadura militar brasileira. São Paulo: Unesp, v. 8, n.1, p. 155-181, janeiro-junho, 2012.

FIORI, Marcus. Olhares sobre a colonização: O colonialismo manifesto na ocupação de Vilhena. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente). Porto Velho: Universidade Federal de Rondônia, 2012.

HALBWACHS, Michel. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006 [1950].

LE GOFF, Jacques. História e memória. São Paulo: Unicamp, 2013 [1988].

MARTINS, Allysson; FARIAS, Khauane. Ditadores militares nas ruas de Vilhena (RO): história e memórias na constituição dos espaços públicos. Parágrafo: Revista Científica de Comunicação Social da FIAM-FAAM, v. 6, p. 97-109, 2018.

MARTINS, Allysson; MIGOWSKI, Ana. Ditadura militar brasileira e novas formas cartográficas: memórias coletivas e mapas digitais colaborativos. In: ARAUJO, Denize Araujo; MORETTIN, Eduardo; REIA-BAPTISTA, Vitor (Orgs.). Ditaduras revisitadas: cartografias, memórias e representações audiovisuais. Eletrônico: Suporte, 2016, p. 383-402.

MARTINS, Allysson; SILVA, Maria. Escola da ditadura em Vilhena: história e memória de Castelo Branco. In: Anais do XVII Congresso de Ciências da Comunicação da Região Norte (Intercom), Vilhena-RO: UNIR, 2018, p. 1-15.

MARTINS, Allysson; SILVA, Maria. Educação com ditador em Vilhena-RO: história e memórias na Escola Castelo Branco. Revista Observatório, v. 5, p. 322-346, 2019.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, nº 10, 1993 [1984], p. 7-28.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas-SP: Unicamp, 2007.

SILVA, Regina; FONSECA, Claudia; FRANCO, Juliana; MARRA, Pedro; GONZAGA, Milene. Dispositivos de memória e narrativas do espaço urbano: cartografias flutuantes no tempo e espaço. In: Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Brasília: E-compós, v.11, n.1, jan./abr, 2008.

Publicado
2019-09-01
Como Citar
Martins, A. V., & Silva, M. V. (2019). RUAS DE MILITARES EM VILHENA-RO: HISTÓRIA E COMPOSIÇÃO DO ESPAÇO URBANO. Aturá - Revista Pan-Amazônica De Comunicação, 3(3), 131-145. Recuperado de https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/atura/article/view/7666
Seção
Dossiê Temático / Thematic dossier / Dossier temático