SILENCIADAS: ABORDAGEM DE NOTÍCIAS SOBRE MULHERES ASSASSINADAS NO TOCANTINS

  • Cynthia Mara Miranda Universidade Federal do Tocantins
  • Ana Carolina Costa dos Anjos Universidade Federal do Tocantins
  • Cleide das Graças Veloso dos Santos Universidade Federal do Tocantins

Resumo

O artigo verifica o uso do termo feminicídio na cobertura jornalística de homicídios de mulheres, praticados por seus companheiros ou ex-companheiros, por razões da condição do sexo feminino, quando o crime envolve violência doméstica e familiar, bem como o menosprezo ou discriminação à condição de mulher. A amostra é composta por oito matérias veiculadas na versão online do Jornal do Tocantins, especificamente no ano de 2016. Metodologicamente faz uso da Análise de Conteúdo. A pesquisa busca promover uma reflexão a respeito da importante contribuição da notícia como um dos mecanismos de acesso à informação para formação da opinião pública e mudança cultural necessária ao combate à impunidade e redução desse tipo de crime.

 

PALAVRAS-CHAVE: Feminicídio; Homicídio de mulher; Mídia Online; Tocantins.

 

 

ABSTRACT

The article verifies the use of the term feminicide in the journalistic coverage of the homicides of women practiced by their comrades or ex-comrades for reasons of belonging to the female sex, when the crime involves domestic and family violence, as well as the contempt or discrimination related to the condition of woman. The sample is composed by eight articles in the online version of Jornal do Tocantins, specifically published in 2016. Methodologically this article practises Content Analysis. The research seeks to promote a reflection about the important contribution of news, as one of the mechanisms of access to information, for the formation of public opinion and cultural change necessary to combat impunity and reduce this type of crime.

 

KEYWORDS: Feminicide; Homicide of a woman; Online Media; Tocantins.

 

 

RESUMEN

El documento evalúa el uso de término feminicidio en la cobertura mediática de los homicidios de mujeres cometidos por sus parejas o ex parejas, por razones de condición feminina, cuando el delito tiene que ver la violencia doméstica, así como desprecio o la discriminación de la condición mujer. La muestra se compone de ocho materiales veiculas en la versión en línea del Jornal do Tocantins, concretamente en el año 2016. En cuanto a la metodologia es el análisis de contenido. La investigación busca promover una reflexión sobre la importante contribución de las noticias, como uno de los mecanismos de acesso a la información, para la formación de la opinión pública y el cambio cultural necesario para luchar contra la impunidad y reducir este tipo de delitos.

 

PALABRAS CLAVE: Femicidio; Mujer homicidio; Medios en línea; Tocantins.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Costa dos Anjos, Universidade Federal do Tocantins

Mestre em Ciências do Ambiente, pós-graduada e professora na Especialização em Ensino de Comunicação/Jornalismo (Opaje/UFT) e graduada em Comunicação Social/Jornalismo ambos pela UFT. E-mail: carolcdosanjos@gmail.com.

Cleide das Graças Veloso dos Santos, Universidade Federal do Tocantins

Pesquisadora, pós-graduanda em Ensino de Comunicação/Jornalismo (Opaje/UFT), graduada em Comunicação Social/Jornalismo (UFT). E-mail: cleide.veloso13@gmail.com.

Publicado
2017-04-30
Como Citar
Miranda, C. M., dos Anjos, A. C. C., & dos Santos, C. das G. V. (2017). SILENCIADAS: ABORDAGEM DE NOTÍCIAS SOBRE MULHERES ASSASSINADAS NO TOCANTINS. Aturá - Revista Pan-Amazônica De Comunicação, 1(1), 70-89. Recuperado de https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/atura/article/view/3602

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>