[1]
T. Furtado, “A ESCRITA É NUDEZ: as histórias de Isabel Soares”, Observatorio, vol. 4, nº 6, p. 141-159, out. 2018.