[1]
E. Bitencourt, “QUEM GANHA QUANDO EU DURMO BEM?: a retórica procedimental como modo de midiatização dos cuidados de si na Fitbit Charge 2”, Observatorio, vol. 4, nº 4, p. 113-148, jun. 2018.