[1]
H. Prior, “A ECONOMIA DA ATENÇÃO DO ESCÂNDALO POLÍTICO”, Observatorio, vol. 3, nº 6, p. 586-611, out. 2017.