[1]
A. Oliveira, “OS RECADOS DAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS DE 2016: manutenção do status quo ou mudança?”, Rev.Observ., vol. 3, nº 1, p. 396-414, mar. 2017.