Espaço e Tempo Midiáticos https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos <p>A revista Espaço e Tempo Midiáticos é uma publicação semestral do Grupo de Pesquisa "Mídias e Territorialidades Ameaçadas", multidisciplinar da Universidade Federal do Tocantins. Destina-se à divulgação de artigos, estudos empíricos, históricos, teóricos e conceituais, revisões críticas da literatura, resenha de livros e entrevistas.</p> Maria de Fátima de Albuquerque Caracacristi pt-BR Espaço e Tempo Midiáticos 2526-5725 <p>Os originais aceitos e publicados tornam-se propriedade da revista, sendo vedada sua reprodução total ou parcial, sem a devida autorização da Comissão Editorial, salvo para uso em estudo e pesquisa.&nbsp;</p> EXPEDIENTE https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5735 Luana Nunes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-02 2018-08-02 3 1 1 1 EDITORIAL https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5734 Cynthia Mara Miranda Maria de Fátima de Albuquerque Caracristi ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-02 2018-08-02 3 1 4 4 ESTUDO GEOHIDROAMBIENTAL COMO FERRAMENTA PARA GESTÃO TERRITORIAL SUSTENTÁVEL DE BACIAS HIDROGRÁFICAS: O CASO DA MICROBACIA DO CÓRREGO BREJO COMPRIDO EM PALMAS – TO https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/4068 <p>A microbacia do córrego Brejo Comprido tem grande importância para a cidade de Palmas – TO pela multiplicidade de utilização como o abastecimento público, recreação, irrigação de jardins, diluição de efluentes, etc. Faz-se necessário, então, o conhecimento sobre as características geofísicas dessa microbacia, para que se possa gerir o uso e ocupação do solo, bem como conserva-la de forma sustentável para o futuro. A ferramenta SIG – Sistema de Informações Geográficas, juntamente com o software ArcGIS, cartas topográficas da SEPLAN – Secretaria de Planejamento e Orçamento do Tocantins (escala 1:250.000) e imagens SRTM – Shuttle Radar Topography Mission, possibilitaram o levantamento e processamento dos dados fisiográficos para o cálculo de parâmetros físicos que constituem a dinâmica geológica e geomorfológica presente nesta microbacia. Assim, por meio do geoprocessamento realizado, concluiu-se que a microbacia é de 2ª ordem, possui tendência à forma alongada (coeficiente de compacidade = 1.311; fator de forma = 0.32 e índice de sinuosidade = 0.931), pouca susceptibilidade a enchentes, padrão de drenagem dendrítico e pouca sinuosidade.</p> Fernanda Silva Rêgo, Ms.ª Danilo Gualberto Zavarize, Eng.º Iracy Coelho de Menezes Martins, Dr.ª ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-01 2018-08-01 3 1 14 14 Estado, Políticas Públicas e Território no Brasil https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5724 <p>O presente ensaio trata das relações entre as imagens e o texto, tendo no pano de fundo a narração como um encadeamento de informações em função do tempo. Observa os elementos presentes na linearidade simbólica do texto e a presença das audiovisualidades, ou seja, as sugestões imagéticas contidas; elemento fundamental para, por exemplo, os processos de adaptação de linguagem. Discute as dimensões do tempo nos processos audiovisuais, bem como signos da mesma natureza dentro do texto. Conclui que os processos adaptativos devem ter no tempo sugestivo a base para uma fidedignidade rítmica.</p> Vanessa Teixeira Rafael Freire De Paula ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-01 2018-08-01 3 1 8 8 O Impacto da não-implementação da educação escolar quilombola e a sua relação com as perdas dos saberes e práticas tradicionais https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5723 <p>O presente artigo visa trazer discussões sobre o impacto da não-implementação da Educação Escolar Quilombola e sua relação com as perdas dos saberes e práticas tradicionais, em interface com a realidade sociocultural do município de Antônio Cardoso-BA. Desse modo, foi apresentada uma breve abordagem da formação histórica de Antônio Cardoso e suas respectivas comunidades quilombolas, trazendo para a discussão a definição de quilombo, a fim de compreender o processo de construção social e político da Educação Quilombola e seu espaço de luta e vivência. Assim foi apresentada a Lei 10.639/2003, o Estatuto da Igualdade Racial, e as Políticas Educacionais referentes a Educação Quilombola. Ainda foram apresentadas a realidade do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, localizado no município de Antônio Cardoso-BA. Por fim apresentamos os saberes e práticas tradicionais das comunidades quilombolas. Desse modo o estudo aqui apresentado é fruto de análises e observações realizadas em pesquisas de campo anteriores realizadas nas comunidades e na escola, enquanto estudantes da unidade escolar e moradores de uma das comunidades quilombolas. O levantamento bibliográfico foi realizado através de entrevistas e conversas com os sujeitos da pesquisa, neste caso, os alunos. Constatou-se, portanto, por meio da coleta e análise dos dados, a real necessidade de um diálogo sobre a importância da implementação de um currículo voltado para a Educação Quilombola que possa contribuir para que a escola seja o espaço de pertencimento dos estudantes, a fim de que valorizem suas identidades.</p> Thayná dos Santos Almeida Ozeias de Almeida Santos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-01 2018-08-01 3 1 11 11 ACREDITANDO NO QUE SE FAZ: O DESAFIO COTIDIANO DE  JORNALISTAS DIANTE DA CRISE DO JORNALISMO  IMPRESSO https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5750 <p>A crença naquilo que fazemos pode ser o único caminhoparapodermosrealmenteenfrentaracrisevividanomeioimpresso.Esta foi a principal conclusão de uma pesquisa de iniciação científica que buscou ouvir o que pensam e sentem os profissionais que atuam ou atuaram em jornais impressos. O objetivo da pesquisa foi descobrir como eles enxergam a atividade que realizamese acreditam no valor daquiloqueelesprópriosproduzem.Buscamoscompreenderseelessesentemafetadosporcrisesconjunturais do jornalismo e como lidam com suas expectativas em relação ao futuro e sobrevida dosjornaisimpressos.Parapensarmosesta questão nos baseamos em conhecimentos interdisciplinares da semiótica ao jornalismo edacomunicaçãoaocampodafilosofiae da sociologia.</p> Geder Luiz Parzianello Renata da Silva Nadia Martins Carolina Rodrigues ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-09 2018-08-09 3 1 11 11 DO Desenho narrativo à teoria da narração: uma discussão necessária à compreensão do processo em duas formas de expressão https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5726 <p>O presente ensaio trata das relações entre as imagens e o texto, tendo no pano de fundo a narração como um encadeamento de informações em função do tempo. Observa os elementos presentes na linearidade simbólica do texto e a presença das audiovisualidades, ou seja, as sugestões imagéticas contidas; elemento fundamental para, por exemplo, os processos de adaptação de linguagem. Discute as dimensões do tempo nos processos audiovisuais, bem como signos da mesma natureza dentro do texto. Conclui que os processos adaptativos devem ter no tempo sugestivo a base para uma fidedignidade rítmica.</p> Carlos Fernando Martins Franco ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-01 2018-08-01 3 1 7 7 A Paradiplomacia transfonteiriça: realidades e perspectivas das relações entre Brasil-Bolívia e Brasil-Paraguai https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5727 <p>A paradiplomacia é um fenômeno recorrente nas relações internacionais contemporâneas. Em especial, a paradiplomacia transfronteiriça - desenvolvida entre governos subnacionais mediante relações de cooperação entre as localidades vizinhas - é utilizada para a tratativa de problemas comuns ou impulsionamento das potencialidades locais. Posto isso, este artigo tem como objetivo discutir a realidade contemporânea e perspectivas para as atividades de paradiplomacia nas regiões de fronteira entre Puerto Quijarro/Puerto Suárez (Bolívia) – Corumbá (Brasil) e Ponta Porã (Brasil) – Pedro Juan Caballero (Paraguai). A investigação é de caráter documental, bibliográfico e qualitativo (neste pormenor, suportada, sobretudo, por pesquisa de campo). Para tanto, discutem-se as peculiaridades da paradiplomacia realizada nessas fronteiras, com atenção ao processo de fronteirização que tem impactado significativamente a dinâmica desses territórios. Conclusivamente, são sugeridas recomendações para o fortalecimento das atividades de paradiplomacia, com atenção à dinâmica operante em cada uma desses territórios.</p> Ela Rainne Feitoza Nascimento ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-01 2018-08-01 3 1 10 10 Projeto experimental e realidade e vocação do jornalismo https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5728 <p>O artigo tem o objetivo de ressaltar a importância das produções experimentais do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins (UFT); visa também evidenciar a construção da criticidade, que está inerente à disciplina que promove o olhar atento do jornalista que se forma. As narrativas no jornal impresso são de grande impacto social, refletem problemas de existências e de sobrevivência dos personagens, figuras reais que são utilizadas para na totalidade da produção expressar um fragmento de mundo. É pertinente também evidenciar que esses produtos midiáticos refletem temas de interesses particulares dos alunos que são motivados pela afinidade, pela abrangência social e importância de impacto e propõem uma análise de um tema específico.</p> Maria de Fátima de Albuquerque Caracristi Lys Apolinário Reis Sarah Melisa Barros De Souza ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-01 2018-08-01 3 1 14 14 A AUDIÊNCIA QUER “INTERAGIR”! https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5422 <p class="western" style="margin-bottom: 0cm; line-height: 100%;" align="justify"><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman,serif;"><span style="font-size: medium;">Parte da pesquisa "Já não se faz notícias como antigamente", que reúne pesquisadores e estudantes da graduação das universidades Federal de Pernambuco e do Maranhão, o artigo </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman,serif;"><span style="font-size: medium;"><span style="font-weight: normal;">pretende refletir sobre algumas relações estabelecidas entre jornalistas e o que denominamos audiência potente, lastreando as discussões com alguns conceitos de interatividade utilizados no campo da comunicação. </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman,serif;"><span style="font-size: medium;">A pesquisa tem como objetos os telejornais JMTV, veiculado pela TV Mirante, afiliada da Globo no Maranhão, e NETV, produzido pela TV Globo Nordeste, sediada em Pernambuco. Apesar da pesquisa englobar os dois telejornais, neste artigo analisaremos o telejornal maranhense. Trata-se de um estudo de caso, que usa como técnica a entrevista em profundidade. </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman,serif;"><span style="font-size: medium;"><span style="font-weight: normal;">Nas entrevistas, observamos que a equipe do JMTV está atenta a esse contexto de mudanças que cerca a audiência e de toda a sua potencialidade, mas embora abra um canal de interatividade se vê diante de vários desafios se quiser promover uma interatividade comunicativa.</span></span></span></span></p> Giovana Borges Mesquita ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-01 2018-08-01 3 1 8 8 O TURISMO REVALORIZANDO E INTEGRANDO O PATRIMÔNIO HISTÓRICO-CULTURAL E AMBIENTAL NA AMAZÔNIA SUL-OCIDENTAL https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/midiaticos/article/view/5729 <p>Nas últimas décadas o patrimônio histórico cultural da porção sul da Amazônia passa a ser valorado pelo poder público e privado como produtos para oferta turística e o desenvolvimento do turismo regional. O processo intensifica-se após a conclusão da Estrada do Pacífico interligando por via terrestre a região da tríplice fronteira do Brasil, Bolívia e o Peru com a América Latina, abrindo perspectivas do desenvolvimento e integração do setor turístico regional e internacional. A busca de compreender as relações entre o patrimônio histórico-cultural e ambiental e a relação com oferta turística no Estado do Acre, vislumbrando as potencialidades e perspectivas do turismo focadas no patrimônio histórico-cultural e da valorização de suas paisagens para o turismo é o foco de análise deste ensaio. A metodologia além da revisão bibliográfica, referente às temáticas analisadas e de informações in loco obtidas de órgãos governamentais foram somadas a vivências e experiências de campo que possibilitaram as análises conclusivas. Os principais resultados demonstram que esta região de fronteira, a par do valioso patrimônio histórico-cultural, composto por sítios arqueológicos, unidades de conservação, festas religiosas, espaços e produtos rurais e urbanos, elenco de atrativos que é ofertado como produto para o consumo do turismo em todo Estado do Acre e demais mercados emissores, possibilita a preservação histórico-cultural e territorial ali existente.</p> Demerson de Sousa Lima ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2018-08-01 2018-08-01 3 1 8 8