O PAPEL DO RIO ARAGUAIA E DA PECUÁRIA PARA A OCUPAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO GERALDO DO ARAGUAIA-PA

Palavras-chave: Pecuária. Rio Araguaia. São Geraldo do Araguaia

Resumo

O presente artigo analisa a importância do rio Araguaia e da pecuária, além das atividades e atores sociais dependente de ambos, no município de São Geraldo do Araguaia, sudeste do Pará. Traz à tona a importância do citado rio como fator principal das ocupações econômicas pioneiras nesse município e demonstra o papel da pecuária nas transformações socioespaciais e nas relações comerciais. Esse trabalho partiu de leituras sobre obras relacionadas ao tema aqui tratado e conversas com alguns dos pioneiros ainda presentes no município são-geraldense e o mesmo visa discutir e relacionar o rio e a atividade pecuária com a ocupação e emancipação do citado município. O Araguaia permitiu a ocupação inicial da região onde hoje se encontra a cidade e depois veio à atividade pecuária a partir da abertura da rodovia implantada pela tão falada integração nacional arquitetada pelos militares, apesar da participação do segundo fator se sobressair, principalmente, no que tange a dinâmica econômica e ao fluxo migratório para a região é inegável a importância do rio para a cidade, pois o mesmo serve como representatividade da natureza e símbolo de dinâmicas locais pioneiras.

Biografia do Autor

Samoel Santos Silva, UFT

Graduado em Geografia pela UFT. Professor da rede púlica de Ensino. Pesquisador do GEGATO/UFT

Emerson Rodrigues

Graduado em Geografia pela UFT

Referências

ALENCAR, Ane. Et al. Desmatamento da Amazônia: indo além da emergência crônica. Belém: Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, 2006. 87 p.

CARVALHO, Francisquinha Laranjeira. RIBEIRO, Maria do Espírito Santo Rosa. Rio Araguaia: O caminho dos sertões. História revista (UFG), Goiânia: v. 14, n. 2, p. 3, mai. 2009.

CASTRO, Edna Maria Ramos de. Políticas de ordenamento territorial, desmatamento e dinâmicas de fronteira. Novos cadernos do NAEA, Belém, v.10, n.2, p. 105-126, 2007.

CONSULTA DE ÁREA, POPULAÇÃO E DADOS BÁSICOS DOS MUNICÍPIOS. IBGE, 2017. Rio de Janeiro, Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/sao-geraldo-do-araguaia/panorama> Acesso: 10 mar. 2018.

GALLAIS, Jean. Alguns aspectos do espaço vivido nas civilizações do mundo tropical. CORREA, R. L. A (Org.).; ROSENDAHL, Z.(Org.) . Geografia Cultural - Um Século (3). Rio de Janeiro: EDUERJ, 2002. v. 1. 184p. p. 73.

PEREIRA, Aires José. Ensaios de Geografia e Interdisciplinaridade Poética. 5. ed. Rio de Janeiro: CBJE, 2019.

ROCHA, Gilberto Miranda. A dinâmica territorial da malha político-administrativa municipal da Região Norte do Brasil (1988-2010). Novos Cadernos NAEA, Belém/PA, v. 16, n. 1, p.213-230, 2013.

SILVA, Maurício. et al. A transformação do espaço amazônico e seus reflexos na condição atual da cobertura e uso da terra. ______.et al. Novos cadernos NAEA, UFPA/Belém; v.16, n. 1, p. 240-241. 2013.

SODRÉ, Reges. Interações espaciais e as pequenas cidades na região de influência de Araguaína. In:______. Interações espaciais entre cidade média e pequenas cidades: um estudo de Araguaína - TO, Campos Lindos-TO, Carolina-MA e São Geraldo do Araguaia-PA. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia/MG: 2016 p. 184-187.

TRINDADE JR. Saint-Clair Cordeiro. Das “cidades na floresta” às “cidades da floresta”: espaço, ambiente e urbanodiversidade na Amazônia brasileira. NAEA, UFPA/Belém: p.6-16. 2013.

Publicado
2019-04-20
Como Citar
Silva, S. S., Rodrigues, E., & Pereira, A. J. (2019). O PAPEL DO RIO ARAGUAIA E DA PECUÁRIA PARA A OCUPAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO GERALDO DO ARAGUAIA-PA. Revista Tocantinense De Geografia, 8(14), 45-57. https://doi.org/10.20873/https://doi.org/10.20873/uft.2317-9430.2019v8n14p45