ROTEIRO GEO-TURISTICO

PATRIMÔNIO E MEMÓRIA NO BAIRRO DO GUAMÁ, BELÉM (PA)

Autores

  • Jonathan Rodrigues Nunes Universidade Federal do Pará https://orcid.org/0000-0002-4620-0011
  • Maria Goretti da Costa Tavares Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.20873/rtg.v11n24p198-224

Palavras-chave:

Guamá, Patrimônio, Memória

Resumo

Este trabalho tem como objetivo identificar e analisar a importância do patrimônio material e imaterial e a memória no bairro do Guamá, na cidade de Belem (PA). O Bairro está inserido no contexto da cidade como um local periférico, porém, guarda riquezas patrimoniais e diversas histórias dos períodos que marcaram a expansão e modernização da cidade de Belém. Sua localização está as margens do Rio Guamá, este, possui um papel muito grande devido a descargas de produtos vindos das ilhas próximo a Belém e do interior. A cultura do bairro é diversificada através da passagem Pedreirinha, local que abriga grupos de Carimbó, cordões juninos e uma escola carnavalesca. Para o trabalho foram utilizados referenciais teóricos acerca da memória e patrimônio. Além disso, a aplicação dos questionários e a construção de um roteiro para o bairro. Em síntese, as atividades que compõem o roteiro tornam-se formas de provocação as autoridades e dos próprios moradores da área para a preservação do patrimônio.

Biografia do Autor

Jonathan Rodrigues Nunes, Universidade Federal do Pará

Graduando da Faculdade de Licenciatura em Geografia (UFPA), possui Graduação em Bacharelado em Turismo pela Universidade Federal do Pará - UFPA (2018). Atuou como bolsista de extensão e de Iniciação Científica PIBIC/CNPq na UFPA entre os anos de 2014 a 2018. Atualmente atua como voluntário Roteiro Geoturistico. Com pesquisas na área de Turismo, atuando principalmente nos seguintes temas: turismo, geografia, meio ambiente, turismo de base comunitária, lazer e patrimônio.

Maria Goretti da Costa Tavares, Universidade Federal do Pará

Maria Goretti da Costa Tavares concluiu a graduação em Licenciatura Plena em Geografia (1988) e Bacharelado em Direito (1987) pela Universidade Federal do Pará. Concluiu o curso Especialização em Instrumentação Específica à Análise Geográfica Aplicada à Amazônia (1989) pela Universidade Federal do Pará. Concluiu o Mestrado em Geografia (1992) e o Doutorado em Geografia (1999) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Realizou Pós-doutorado na área de Geografia do Turismo no Laboratório MIT (Mobilités, Itinéraires, Tourismes) no Instituto de Geografia da Universidade de Paris 1, Panthéon-Sorbonne, Paris-França (2006 - 2007); e Pós doutorado no Programa de Pós Graduação em Turismo da Universidade Federal do Paraná (2017 - 2018). Desde o ano de 1991 é docente da Universidade Federal do Pará, sendo Professora Titular da Faculdade de Geografia e Cartografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Pará, onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa, extensão e orientação acadêmica na graduação e pós-graduação. Exerceu o cargo de Coordenadora do curso de graduação em Geografia da Universidade Federal do Pará por duas gestões (1991-1993 e 2000-2002) e do Programa de Pós-Graduação em Geografia (2004-2006) da Universidade Federal do Pará. Atualmente coordena 1 projeto de pesquisa e 1 projeto de Extensão na área de Geografia do Turismo e do Patrimônio. Atua na área de Geografia, com ênfase nas linhas de pesquisa: Turismo, Geografia e Patrimônio; Turismo e Produção do Espaço na Amazônia; Turismo de Base Comunitária; Políticas de Turismo na Amazônia e Redes e Organização do Território na Amazônia. É líder de dois grupos de Pesquisa cadastrado no CNPQ: a) Grupo de Pesquisa: Geografia do Turismo (GGEOTUR) - Turismo e Desenvolvimento Sócio-Espacial na Amazônia e b) Grupo de Pesquisa: Rede de Pesquisadores de Turismo, Patrimônio e Políticas Públicas da Pan-Amazônia (TPP PAN-AMAZÔNIA); sendo ainda vice lider do Grupo de Pesquisa: Turismo em tempos de pandemia - uma abordagem geográfica multi e trans-escalar. Coordena o Projeto de Extensão Roteiros Geo-Turísticos, ganhador do Prêmio Rodrigo Melo Franco, IPHAN 2016, Ação de Educação Patrimonial e recebeu em abril de 2018 a Medalha de Direitos Humanos Paulo Frota, concedida às personalidades e organizações não governamentais, sem fins lucrativos, que se destacaram por ações, condutas ou atividades de promoção ou defesa dos Direitos Humanos no Estado do Pará. Ocupa desde janeiro de 2011 a cadeira número 24 (Engenheiro João de Palma Muniz) no IHGP - Instituto Histórico e Geográfico do Pará. Coordena desde janeiro de 2021 o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro no Estado do Pará. É Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2.

Referências

ABREU, M.A. Sobre a memória das cidades. Revista da faculdade de Letras, v. 14, p. 77- 97, 1998.

AZIRPE, L; NALDA, E. Cultura, patrimônio e turismo. In: CANCLINI, N. G. Culturas da Íbero

- América: Diagnósticos e propostas para seu desenvolvimento. São Paulo: Moderna, 2003.

BARBOSA, Y. M. O despertar do turismo: um olhar crítico sobre os não-lugares. São Paulo: Aleph, 2001.

BARRETO, M. Turismo e legado cultural. São Paulo: Papirus, 2000 BÍBLIA SAGRADA AVE-MARIA. Bíblia Sagrada Ave-Maria. 2009.

BOTELHO, A. R. C. Santa Izabel e soledade: O eterno e o mutável nas alterações dos espaços cemiteriais na Belém do Século XIX, através de uma análise Cartográfica da morte. Dissertação Programa de Pós-Graduação em História Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. 2005.

BRASIL I. B. G. E. Censo demográfico, disponível em: < https://censo2010.ibge.gov.br/resultados.html>. Acesso em, 10, 2020.

BRESCIANI, S; NAXARA, M orgs (2004). Memória e (res) sentimento: indagações sobe uma questão sensível. Campinas, UNICAMP.

CASTRO, M. R. N; CASTRO, F. F. No emaranhado do Guamá: trajetos etnográficos numa feira de Belém. Ponto Urbe, São Paulo, n. 20, p. 1-13, 2017.

CHAVES, T. A.P. V. De Paris para a américa: representações urbanas em Belém na década de 1940. 2013

CIFELLI, G. A refuncionalização turística do patrimônio cultural: os novos usos do território apropriado pelo turismo em Ouro Preto-MG. In: PAES, Maria Tereza Duarte; OLIVEIRA, Melissa Ramos da Silva (Orgs.). Geografia, turismo e patrimônio cultural. São Paulo: Annablume, 2010. p. 113138.

CERTEAU, Michel de. Terceira parte: práticas de espaço. CERTEAU, M. A invenção do cotidiano, v. 1, p. 155-198, 1996.

CRUZ, R. C. A. Planejamento governamental do turismo: convergências e contradições na produção do espaço. 2006.

CRUZ, R. C. A. Introdução à Geografia do Turismo. São Paulo: Roca, 2003.

DIÁRIO DO PARÁ. “Os 366 anos da Ordem Terceira” Belém, 12 dez. 1995. Caderno A, p. 04.

DIAS JUNIOR, J. E. S. Cultura popular no Guamá: Um estudo sobre o boi bumba e outras práticas culturais em um bairro da periferia de Belém. Dissertação Programa de Pós- Graduação em História Social da Amazônia, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Pará. Belém, 2009.

FERREIRA, C.P. Sociabilidade e Reciprocidade em Ações Lúdico-Religiosas no Bairro do Guamá em Belém do Pará. Trabalho apresentado ao XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, Salvador, p. 01-02, 2011.33.

FIGUEIREDO, S. Viagens e Viajantes. São Paulo: Annablume, 2010.

FUNARI, P.P. Teoria arqueológica na América do Sul. Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, 1998.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo, Centauro. 2004

HENRIQUE, M. C. Escravos no purgatório: o leprosário do Tucunduba (Pará, século XIX). História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v. 19, p. 153-177, 2012.

MIRANDA, C. S. Memória da assistência à Saúde em Belém-PA: Arquitetura como documento. I ENANPARQ Arquitetura e Saúde: história e patrimônio, Rio de Janeiro, 2010.

MODESTO, J. C. Vozes intangíveis da Passagem Pedreirinha: memória e patrimônio no Bairro do Guamá, Dissertação de Mestrado Federal de Pelotas. 2017.

MODESTO, J. C; NUNES, J. F. I. Da marginalização social ao reconhecimento cultural: um estudo da Passagem Pedreirinha no bairro do Guamá, em Belém do Pará. Anais do Seminário de Estudos Urbanos e Regionais, 2015.

MONTEIRO, W. Visagens e Assombrações de Belém. 6ª ed. Belém: Cromos Editora, 2012

OLIVEIRA, L. S. Terceira idade: uma proposta de estudo sobre o leitor e sua memória de leitura. Dissertação defendida no Programa de mestrado em comunicação, linguagem e cultura da Universidade da Amazônia – UNAMA. Belém, 2011.

PAES, M. T. D. Patrimônio cultural, turismo e identidades territoriais - um olhar geográfico. In: BARTHOLO, R; SANSOLO, D. G; BURSZTYN, I. (Org.). Turismo de Base Comunitária - diversidade de olhares e experiências brasileiras. 1 ed. Rio de Janeiro, RJ: letra e imagem, 2009, v. 1, p. 162-174.

PELLEGRINI, A. Ecologia, cultura e turismo. Papirus Editora, 1993.

POLLAK, M. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v.2, n.3, 1989.

RAMOS, J. M. T. Entre Dois Tempos: um estudo sobre o bairro do Guamá, a Escola “Frei Daniel” e seu Patrono. Belém, 2002, p.21.

SEEMANN, J. Memória, espaço e história da educação: Relato de uma educadora sobre alfabetização no Morro do Teixeira (1964-1973). In: CAVALCANTE, Maria Juraci Maia (org.). História e memória da educação no Ceará. Fortaleza: Impresa Universitária, 2002, p.217- 229.

SILVEIRA, Flávio Leonel Abreu. Paisagens do Bosque Rodrigues Alves, Belém (PA): considerações sobre a conservação do patrimônio urbano no contexto amazônico. Antíteses, v. 7, n. 14, p. 230-257, 2014.

TAVARES, M. G. C. Patrimônio e cidade: uma leitura geográfica da cidade de Belém do Pará. Revista geografar, v. 13, n. 1, p. 162-180, 2018.

TAVARES, Maria Goretti da Costa. Geografia, Patrimônio e Turismo na Amazônia Brasileira: o Projeto Roteiros Geo-Turísticos em Belém do Pará. Confins. Revue franco- brésilienne de géographie/Revista franco-brasilera de geografia, n. 54, 2022.

Downloads

Publicado

2022-07-29

Como Citar

NUNES, J. R.; TAVARES, M. G. da C. ROTEIRO GEO-TURISTICO: PATRIMÔNIO E MEMÓRIA NO BAIRRO DO GUAMÁ, BELÉM (PA). Revista Tocantinense de Geografia, [S. l.], v. 11, n. 24, p. 198–224, 2022. DOI: 10.20873/rtg.v11n24p198-224. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/geografia/article/view/13563. Acesso em: 3 fev. 2023.