APRENDIZAGEM HISTÓRICA E DOCÊNCIA ENTRE A TEORIA E A PRÁTICA:

NOTAS DE UM POSSÍVEL HORIZONTE PARA O ENSINO DE HISTÓRIA

  • Ana Paula Hilgert de Souza UFGD

Resumo

Os estudos em educação histórica adentraram na historiografia brasileira por meio das pesquisas desenvolvidas pela historiadora portuguesa Isabel Barca e da interlocução entre o pesquisador Estevão Chaves de Rezende Martins e o teórico da história e filosofia, Jörn Rüsen. Indiscutivelmente, o campo do ensino de história tornou-se proeminente a partir dos resultados das pesquisas destes pensadores, bem como do diálogo pertinente com historiadores brasileiros, vinculados a universidades como UFPR, UnB, UFG, resultando numa diversidade de publicações, disponíveis no mercado editorial. Este artigo propõe um exame acerca da influência do historiador e filósofo alemão, e de sua teoria, para o ensino da história, a partir do diálogo com outros historiadores que integram esse campo de investigação com a finalidade de elucidar que o ensino de história não pode ser dissociado da teoria da história.

Publicado
2019-04-23