Do Riso Demoníaco ao Riso Religioso na Idade Média

  • Lucas Pires Ribeiro Universidade Estadual de Goiás/Professor

Resumo

O presente texto procura pensar o riso dentro da Idade Média, observando as maneiras que a Igreja Católica se valeu para relacionar com o fenômeno sociocultural. Diante das exigências políticas/religiosas, o riso foi associado ao Diabo, tendo representações voltadas para o processo de criação do mundo, passando pela construção da ideia de que Jesus nunca tivera rido em sua passagem pela terra. No entanto, mesmo com a austeridade e demonização por parte da Igreja, as pessoas continuaram rindo. Diante da constatação de que seria impossível retirar o riso da esfera social, a Igreja aos poucos foi suavizando as suas leituras, incorporando o riso em seu cotidiano, para defini-lo como objeto útil a sociedade a partir do século XII. Os referencias teóricos estão centrados em Alberti (1999), Le Goff (2000), Macedo (2000), Minois (2003) e outras importantes pesquisas que tateiam o riso no contexto medieval.  

Publicado
2018-10-16