“A GUERRA ESTÁ DECLARADA. OS QUE ESTÃO DO LADO DE LÁ, QUE SE CUIDEM”: JOVEM GUARDA E MPB TENSÕES E DESACERTOS

  • Alessandro Herinque Cavichia Dias UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

Resumo

Ao longo deste artigo procura-se apresentar a formação do segmento musical jovem no Brasil, em especial com a criação do movimento conhecido como Jovem Guarda que canalizava os anseios de uma parte do público jovem na década de 1960 e 1970. Dentre essas perspectivas ainda cabe apontar os atritos e tensões criadas entre a Jovem Guarda e MPB, uma vez que ambos os movimentos se digladiaram em Rede Nacional, ambos pela TV Record, em busca de legitimidade junto ao público, a Jovem Guarda era representada pelo programa homônimo sob o comando de Roberto Carlos, Erasmo e Vanderlea. Já a MPB contava com o programa o Fino da Bossa protagonizado pela cantora Elis Regina e pelo sambista Jair Rodrigues.

Publicado
2017-01-13
Como Citar
DIAS, Alessandro Herinque Cavichia. “A GUERRA ESTÁ DECLARADA. OS QUE ESTÃO DO LADO DE LÁ, QUE SE CUIDEM”: JOVEM GUARDA E MPB TENSÕES E DESACERTOS. Escritas: Revista do Curso de História de Araguaína, [S.l.], v. 8, n. 2, p. 209-228, jan. 2017. ISSN 2238-7188. Disponível em: <https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/escritas/article/view/2503>. Acesso em: 27 jun. 2017.

Palavras-chave

Música Jovem, Jovem Guarda, MPB, Tropicália