MULHERES NOS BASTIDORES DA POLÍTICA PARAIBANA: LÚCIA BRAGA E O MOVIMENTO DE AÇÃO FEMININA NA CAMPANHA ELEITORAL DE 1982

  • Dayanny Rodrigues Universidade Federal da Paraíba

Resumo

Esse estudo, pautado no viés da Nova História Política, busca analisar atuação de Lúcia Braga, política paraibana, frente ao Movimento de Ação Feminina (MAF), organização liderado por ela, destinado a mobilizar mulheres em prol da campanha braguista, junto à campanha eleitoral de 1982, momento em que seu esposo, Wilson Braga, é eleito governador do estado da Paraíba. Aqui, a noção de poder é entendida de forma horizontalizada, na qual suas relações são enxergadas nas mais variadas áreas e ações dos indivíduos. Enquanto fonte, o estudo valeu-se da escrita autobiográfica de Lúcia Braga, por meio de seus dois livros, Tempo de Viver, Tempo de Contar (1996) e A Casa da Palmeira (2009), e textos publicados pela impressa local, pontualmente os jornais A União, O Momento e O Norte

Publicado
2017-01-13
Como Citar
RODRIGUES, Dayanny. MULHERES NOS BASTIDORES DA POLÍTICA PARAIBANA: LÚCIA BRAGA E O MOVIMENTO DE AÇÃO FEMININA NA CAMPANHA ELEITORAL DE 1982. Escritas: Revista do Curso de História de Araguaína, [S.l.], v. 8, n. 2, p. 114-125, jan. 2017. ISSN 2238-7188. Disponível em: <https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/escritas/article/view/2438>. Acesso em: 25 maio 2017.