REPRESENTAÇÕES DA MULHER CABOCLA NA TV E NO CINEMA NACIONAL DA DÉCADA DE 1970

Palavras-chave: Filme, Televisão, mulher, conflito.

Resumo

O cinema nacional produziu diferentes gêneros fílmicos na década de 1970, o que resultou em múltiplas representações da mulher atrelada ou não a uma perspectiva política e social. Essa pesquisa buscou mostrar que, apesar de não tão evidenciada quanto a indígena ou as afro-brasileiras, a mulher cabocla foi representada na TV e no cinema nacional de diferentes formas, através de filmes e novelas de cineastas e dramaturgoscomo Jorge Bodanzky, Orlando Senna (Iracema: uma transa amazônica, 1974) e Benedito Ruy Barbosa (Cabocla, 1979). Assim, percebeu-se como diferentes mídias perpassam o olhar para um mesmo perfil de sujeito, construindo peculiaridades e estereótipos em torno dele. Também verificou-se como os conflitos internos que envolvem personagem e atriz são trabalhados por produtores na construção das narrativas, explorando situações já existentes.    
Como Citar
REPRESENTAÇÕES DA MULHER CABOCLA NA TV E NO CINEMA NACIONAL DA DÉCADA DE 1970. (1). Escritas: Revista Do Curso De História De Araguaína, 7(1), 128-148. https://doi.org/10.20873/vol7n1pp128-148