O TOM E O TRAÇO: APONTAMENTOS HISTORIOGRÁFICOS SOBRE A IMPRENSA NO BRASIL E EM MINAS GERAIS NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX

Palavras-chave: historiografia, Imprensa, Minas Gerais

Resumo

Durante tempos a imprensa periódica foi vista por certa reserva pela História. Acreditava-se ser o resultado dos interesses de elites em promover um discurso dominante. Nas últimas décadas, a imprensa passou a ser lida como instrumento político e cultural veiculado por vários grupos interessados no debate público, sendo cotejada tanto como fonte, quanto como objeto de estudo. O objetivo do presente artigo é apresentar uma discussão historiográfica sobre os autores clássicos que se debruçaram sobre as primeiras análises acerca do alvorecer da imprensa no Brasil e na província de Minas Gerais, ao longo da primeira metade do século XIX e analisar os principais trabalhos que contemplam a imprensa mineira, sobre o mesmo período nos últimos anos.    
Como Citar
O TOM E O TRAÇO: APONTAMENTOS HISTORIOGRÁFICOS SOBRE A IMPRENSA NO BRASIL E EM MINAS GERAIS NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX. (1). Escritas: Revista Do Curso De História De Araguaína, 7(1), 18-43. https://doi.org/10.20873/vol7n1pp18-43