QUANDO EU ME CHAMAR SAUDADE: REPRESENTAÇÕES DO/NO CEMITÉRIO JARDIM DA SAUDADE EM LONDRINA (PR)

Palavras-chave: Representação, cemitério, memória.

Resumo

Tomando os espaços cemiteriais como espaços de disputas de memórias e, assim, prenhes de representações sobre a vida e a morte, procuramos nesse artigo analisar as representações sociais presentes no Cemitério Jardim da Saudade, assim como, uma leitura sobre as representações dessa necrópole nos periódicos da cidade. O Cemitério Jardim da Saudade, localizado na zona norte de Londrina - PR, é a maior necrópole da cidade, sendo, contudo uma das mais novas. Seu célere crescimento se deu em razão dos baixos custos para os sepultamentos, atraindo ao longo de suas três décadas, em sua maioria, famílias de baixa renda. Desse modo, elaborou-se uma série de representações no e do cemitério sobre a morte, a vida e a cidade.