VERSANDO VIAGENS E SERTÕES: SENSIBILIDADE ROMÂNTICA NAS PRIMEIRAS IMPRESSÕES DE EUCLIDES DA CUNHA

Palavras-chave: Sertão, viagem, natureza, romantismo.

Resumo

O presente artigo, ao abordar o tema da viagem e dos sertões na poesia de Euclides da Cunha, procura sondar os traços de sua sensibilidade romântica, expressos, sobretudo, na edenização da natureza. Esses registros da mocidade apontam para imagens pré-dadas pelo Romantismo, que demarcam os contornos de um sertão idílico, avesso ao desvirtuamento ocasionado pela civilização. Longe de apreender Euclides em uma única estética, ou impor-lhe amarras analíticas, objetiva-se, ao resgatar seus poemas, face menos óbvia do autor, explorar a complexidade de seus escritos e de sua trajetória intelectual.