CENAS DE UM ANTICOMUNISTA: AS REPRESENTAÇÕES DAS ESQUERDAS BRASILEIRAS EM NELSON RODRIGUES (1967-1974)

Palavras-chave: Nelson Rodrigues, Cultura Política, anticomunismo, imaginário, representações.

Resumo

O presente artigo analisa as crônicas de Nelson Rodrigues escritas para o Jornal O Globo entre 1967-1974 à medida que fizeram parte das batalhas discursivas do período ao apoiar e legitimar a presença dos militares no poder. As apropriações e representações feitas em suas crônicas fizeram parte de um imaginário anticomunista da época que apontou para uma esquerda antinacionalista, anticatólica e autoritária, contribuindo para o discurso do regime. Ao compreender que o imaginário de uma sociedade é construído a partir das culturas políticas presentes na mesma, o artigo se inscreve nas renovações do político por que passou a História, ampliando o debate ao reconhecer a riqueza de possibilidades que foram abertas a partir do uso do conceito de cultura política.