Foto Luiza Silva, 2016

Conforme anunciamos na última edição da EntreLetras, excepcionalmente organizamos em 2018 três edições, em função do volume de trabalhos submetidos para o dossiê dedicado ao Programa de Mestrado Profissional em Letras em Rede Nacional (ProfLetras). Além dos 12 artigos do Dossiê, contamos com 07 produções que destinamos para a seção Temas Livres, 01 para a seção de Entrevistas e 05 poemas para Produção Literária.

            Se finalizamos o v. 9, n. 2, a poucos minutos do final das eleições presidenciais de 2018, agora o fazemos nos primeiros dias de uma contraditória gestão que inquieta pesquisadores e educadores brasileiros. Assistimos estarrecidos a críticas a intelectuais como Paulo Freire e Magda Soares, obscuras promessas de alteração nos rumos Exame Nacional do Ensino Médio, preocupantes indicações para o MEC, anúncios de revisionismo nos livros didáticos que tratam dos anos da ditadura militar, enquanto professores são insistentemente demonizados pelos grupos que assumiram o poder, responsabilizados ora por uma pretensa “doutrinação marxista”, ora pela “ideologia de gênero”, ora pelos mal resultados atribuídos exclusivamente à sua performance. Em termos semióticos, podemos pensar que os professores são apresentados como verdadeiros anti-sujeitos, numa vigorosa narrativa que se agrava com fakenews, enquanto se defende com veemência que a ciência deveria se apresentar subserviente à religião. Diante desse quadro, resistimos como docentes e pesquisadores que se voltam para refletir sobre a prática docente e encontrar saídas para o ensino de língua e literatura na educação básica. É esse o principal compromisso do ProfLetras e é para ele que se orientam os trabalhos que abrem esta nova edição. Agradecemos a todos os pesquisadores que nos enviaram seus trabalhos, aos membros do conselho editorial e pareceristas ad hoc e, em especial aos nossos leitores.

Publicado: 2019-01-21

Apresentação

Dossiê

Entrevista

Produção Literária