O FUNK E A LEITURA DIALÓGICA DE SUJEITOS: A PERSPECTIVA BAKHTINIANA

  • Manuella Queiroz da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Maria da Penha Casado Alves Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Resumo

Neste estudo, realizado com alunos do 9º ano do Ensino Fundamental, propomos uma busca do (re)conhecimento do sujeito social representado nas letras do funk que são utilizadas como instrumentos de reflexão em ambiente escolar, tendo como aporte teórico as concepções advindas do Círculo de Bakhtin. Para tanto, estruturamos tal pesquisa nas leituras do gênero discursivo canção do funk e nas atividades constantes no protótipo de ensino com base em Rojo (2015). Entendendo que a dialogicidade discursiva também se perfaz no ato da leitura, este estudo procura compreender o gênero discursivo literomusical funk, na tentativa de (re)conhecer as vozes existentes, bem como a responsividade dessas vozes, quais valores representam e o posicionamento dos alunos(as) quanto ao gênero discursivo em foco.

Biografia do Autor

Manuella Queiroz da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professora da educação básica e mestre em Letras pelo ProfLetras da UFRN. 

Publicado
2018-10-28

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##