NOTAS INTRODUTÓRIAS SOBRE “FILOSOFIA AFRICANA” E O HUMANISMO PÓS-COLONIAL DE LEWIS GORDON

  • Deivison Mendes Faustino Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Resumo

O humanismo pode ser pós-colonial? O que é a Filosofia Africana? Quem é Lewis Gordon? Este artigo apresenta alguns elementos típicos do pensamento do filósofo jamaicano Lewis Gordon e relaciona-o ao campo da Filosofia Africana. Para tanto, procura delinear suas influências teóricas e o uso de conceitos, como a teodiceia, a má-fé e a razão para entender o racismo anti-negro. Nesse sentido, argumenta-se em torno da contribuição singular de Lewis Gordon para diferentes áreas de estudo, especialmente filosofia política, ciências sociais e humanidades.

Palavras-chave: Lewis Gordon; Filosofia Africana; Humanismo Pós-colonial; Fenomenologia Existencial.

 

Biografia do Autor

Deivison Mendes Faustino, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Professor Adjunto da Universidade Federal de São Paulo - Campus Baixada Santista e integrante do grupo de pesquisa Laboratório Interdisciplinar Ciências Humanas, Sociais e Saúde. Foi bolsista PDSE junto ao Department of Philosophy (University of Connecticut, UConn)(2014-2015) e recebeu, em 2016, a Menção Honrosa do Prêmio Capes de Tese na área de Sociologia, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Atualmente dedica-se à pesquisa, ensino e extensão voltados aos seguintes temas: Intelectuais negros, racismo e racismo institucional, saúde da população negra, educação das relações étnico-raciais e africanidades.

Publicado
2018-07-19