PRONERA in a paradigmatic perspective: The experience of Youth and Adult Education in the countryside

  • Fabíola Andrade Pereira Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Severino Bezerra da Silva Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Resumo

O PRONERA numa perspectiva paradigmática: a experiência da Educação de Jovens e Adultos do Campo

O texto que ora apresentamos resulta de uma releitura de um estudo conduzido por nós em meados de 2006, quando numa relação entre orientanda e orientador conduzíamos nossas reflexões acerca da Educação do Campo e da Educação de Jovens e Adultos circunscrita no PRONERA – Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária, que há mais de 20 anos vem se desenvolvendo em diversos estados da federação.  O Programa está fundamentado nos pressupostos políticos pedagógicos freirianos e no acúmulo de experiências educativas dos movimentos sociais organizados. Nesse sentido, a abordagem de nossa investigação buscou também refletir acerca da interface com a avaliação de uma política pública, na medida em que procurou verificar sua efetividade enquanto uma referência para a educação do campo em âmbito nacional e para o fortalecimento da educação pública brasileira.

Palavras-chave: Educação de Jovens e Adultos, Educação do Campo, PRONERA, Paradigma.

 

PRONERA in a paradigmatic perspective: The experience of Youth and Adult Education in the countryside

This article consists a re-reading of a study conducted in mid-2006. The goal was to establish relationship between advisory student and advisor professor. We conducted our reflections on Rural Education and Youth and Adult Education circumscribed in the PRONERA - National Program of Education in Agrarian Reform, which for more than 20 years has been developed in several states of Brazil. The Program is based on the Freirean pedagogical political presuppositions and on the accumulation of educational experiences of organized social movements. In this sense, the approach of our research also sought to reflect on the interface with the evaluation of a public policy, inasmuch as it sought to verify its effectiveness as a reference for rural education at the national level and for the strengthening of Brazilian public education.

Keywords: Paradigm, PRONERA, Rural Education, Youth and Adult Education.

 

O PRONERA en una perspectiva paradigmática: la experiencia de la Educación de Jóvenes y Adultos rurales

RESUMEN: El texto presentado aquí es el resultado de una relectura de un estudio realizado por nosotros a mediados de 2006, cuando en una relación entre asesor y asesor realizamos nuestras reflexiones sobre la educación de campo y la educación de jóvenes y adultos circunscrita en el PRONERA - Programa Nacional La educación en la reforma agraria, que se ha desarrollado durante más de 20 años en varios estados de la federación. El programa se basa en los supuestos políticos pedagógicos de Freire y en la acumulación de experiencias educativas de movimientos sociales organizados. En este sentido, el enfoque de nuestra investigación también buscó reflexionar sobre la interfaz con la evaluación de una política pública, ya que buscaba verificar su efectividad como referencia para la educación de campo a nivel nacional y para el fortalecimiento de la educación pública brasileña.

Palabras clave: Educación de Jóvenes y Adultos, Educación Rural, PRONERA, Paradigma.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabíola Andrade Pereira, Universidade Federal do Tocantins - UFT

Doutora em Educação. Professora Adjunta do Curso de Pedagogia. Atua atualmente como Coordenadora de Área no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID)/ Núcelo de Pedagogia, na Coordenação do GATI - Grupo de Apoio da Terceira Idade e como presidente do comitê setorial de Extensão/ Campus de Tocantinópolis. E-mail: fabgnes@uft.edu.br

Severino Bezerra da Silva, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003); Professor Associado IV da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Educação e Movimentos Sociais no Campo;Coordenador do Grupo de Estudo e Pesquisa Observatório da Educação Popular. E-mail: severinobsilva@hotmail.com

Referências

Arroyo, M., & Fernandes, B. M. (1999). Por uma educação básica do campo: a educação básica e o movimento social no campo. v. 2. Brasília/DF.

Benjamin, C., & Caldart, R. S. (1999). Por uma educação básica do campo: projeto popular e escolas do campo. v. 3. Brasília/DF.

Brasil, Ministério da Educação. (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

Calazans, M. J. C. (1993). Para compreender a educação do Estado no meio rural – traços de uma trajetória. In Therrien, J., & Damasceno, M. N. (Orgs.). Educação e Escola no Campo (pp. 39-50). Campinas: Papirus.

Caldart, R. S. (2002). Por uma Educação do Campo: traços de uma identidade em construção. In Kolling, E. J.,, Cerioli, P. R., & Caldart, R. S. (Orgs.). Por uma Educação do Campo: identidade e políticas públicas (pp. 25-36). v. 4. Brasília.

Caldart, R. S. (2004). Pedagogia do Movimento Sem Terra. 3. ed. São Paulo: Expressão Popular.

Cerioli, P. R., & Kolling, E. J. (2002). Educação do campo: identidades e políticas públicas. Coleção por uma Educação do Campo. v. 4. Brasília: Articulação Nacional por uma Educação Básica do Campo.

Cunha, A. G. (1999). Dicionário etimológico Nova Fronteira da Língua Portuguesa. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Di Pierro, M. C., & Andrade, M. R. (2005). PRONERA: dados básicos para uma avaliação. São Paulo: Ação Educativa.

Fávero, O. (2011). Políticas públicas de educação de jovens e adultos no Brasil. In Souza, J. S., & Sales, S. R. (Orgs.). Educação de Jovens e Adultos: políticas e práticas educativas (pp. 29-48). Rio de Janeiro: NAU Editora: EDUR.

Fernandes, B. M. (2002). Diretrizes de uma caminhada. In Caldart, R. S., Kolling, E. J., & Cerioli, P. R. (Orgs.). Educação do campo: identidade e políticas públicas (pp. 13-27). Coleção por uma Educação do Campo. vol. 4. Brasília: Articulação Nacional por uma Educação Básica do Campo.

Freire, P. (1987). Pedagogia do oprimido. 26. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Kolling, E., Nery, I., & Molina, M. C. (1999). Por uma educação básica do campo. v. 1. Brasília.

Kolling, E. J., Cerioli, P. R., & Caldart, R. S. (2002). Por uma Educação do Campo: identidade e políticas públicas. v. 4. Brasília.

Paiva, V. P. (2006). Educação popular e educação de adultos. 5. ed. São Paulo: Loyola.

Pereira, F. A. (2008). A Educação de Pessoas Jovens e Adultos e a cidadania no campo: um olhar sobre o PRONERA no norte do Tocantins (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa.

Silva, S. B. (2010). Educação de jovens e adultos em assentamentos rurais: a experiência do projeto de escolarização do PRONERA na Paraíba. In Diniz, A. V. S. (Org.). Aprendizagem ao longo da vida e a educação de jovens e adultos (pp. 56-72). João Pessoa: Editora da UFPB.

As revoluções científicas de Thomas Kuhn (1922-1996). Recovered from: http://www.leffa.pro.br/textos/textos_complementares/Kuhn.pdf. Accessed on: October 20th, 2011.

II Conferência Nacional por uma Educação no Campo (2004). Declaração final (Versão Plenária) Por Uma Política Pública de Educação do Campo. Recovered from: http://www.ipol.org.br/ler.php?cod=235. Accessed on: November 24th, 2011.

Publicado
2019-12-11
Como Citar
Pereira, F. A., & Bezerra da Silva, S. (2019). PRONERA in a paradigmatic perspective: The experience of Youth and Adult Education in the countryside. Revista Brasileira De Educação Do Campo, 4, e7024. https://doi.org/10.20873/uft.rbec.v4e7024
Seção
Artigos / Articles / Artículos